segunda-feira, 13 de novembro de 2017

JUIZ DECRETA A PRISÃO PREVENTIVA DE IRMÃO DO PREFEITO DE PINHEIRO, POR AGRESSÃO À SUA EX-MULHER.

Juiz Clésio e Lúcio André.

Créditos/Imagens: Blog do Werbeth Saraiva.
JUIZ DECRETA PRISÃO PREVENTIVA DE IRMÃO DO PREFEITO DE PINHEIRO, POR AGRESSÃO À SUA EX-MULHER.
Já está redigida, assinada e produzindo efeitos a decisão do juiz de direito Clésio Cunha que, no Plantão Criminal da Capital, decretou, ontem, 12, a prisão preventiva de Lúcio André Genésio, que é irmão do Prefeito de Pinheiro/MA.
O motivo da prisão está vinculado a ato de agressão física de sua ex-mulher, a advogada Ludmila Rosa Ribeiro, no sábado, 11. Os dois estavam na Lagoa da Jansen, num jantar e, após Lúcio André pedir a conta, o casal saiu rumo à casa de Ludmila, no Bairro Cohama, em cujo trajeto esta teria sofrido agressões, inclusive na chegada de sua residência, quando foi expulsa do veículo com chutes, razão que motivou sua prisão em flagrante, que depois foi relaxada, mediante fiança (R$ 4.685,00), no Plantão Policial, arbitrada pelo Delegado Valber Braga.
Para a edição da prisão preventiva, o juiz Clésio anotou da necessidade do ergástulo, visando proteger a vítima de investidas por parte do agressor, inclusive pelo fato do episódio configurar reiteração delitiva, uma vez que Lúcio Genésio descumpriu medidas protetivas de urgência em favor da, isso mesmo, da mesma vítima, sua ex-mulher, Ludmila - em processo que corre na Comarca de Pinheiro.

Também a pedido da Promotora de Justiça Bianka Sekeff Salem Rocha, será aberto procedimento visando apurar a conduta do Delegado Valber Braga, supostamente, por excesso de autoridade, por ter arbitrado a citada fiança, em situação que, provavelmente, não poderia fazê-lo, ante a gravidade das lesões praticadas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário