terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

CONGRESSISTAS ESTÃO EM RECESSO, MAS CONTINUAM GASTANDO, MAIS E MAIS!

Congresso: vazio, em recesso, mas gastando nosso dinheiro!

CONGRESSISTAS, EM BRASÍLIA, CONTINUAM EM ‘RITMO DE FESTA’, MESMO NO RECESSO..... MAS SEMPRE À CUSTA DO CONTRIBUINTE.

Você, contribuinte, pode até achar estranho ou que é mentira, mas os nossos representantes, no Planalto Central, não brincam em serviço, mesmo quando estão fora de sua atividade parlamentar normal. Ou seja, eles são ‘ativos’ mesmo durante o recesso.
Você pode não acreditar, mas eles, mesmo em pleno recesso, não têm muita preocupação com os impostos que você paga, ou melhor, com o dinheiro que você é obrigado a destinar ao Governo, para manter a ‘Máquina’ funcionando: eles gastaram, no mês de recesso, em janeiro, a bagatela de R$ 10 milhões. É isso mesmo, R$ 10 milhões, incluindo passagens de avião, compra de combustível e, claro, propaganda, três coisas das quais o parlamentar não pode ficar longe.
É que o parlamentar tem que viajar (isso é obrigatório e compreensível), tem que andar de carro (demanda uso de combustível) e também tem que fazer barulho, para melhorar a sua imagem (tem que fazer propaganda).
Claro que a conta da despesa, no frigir dos ovos, é nossa, mesmo! Mas, convenhamos, segurar a peteca dos gastos dos congressistas, mesmo no mês de pleno recesso – quando eles não trabalham, não legislam, aí é brincar com a boa índole do brasileiro, com sua boa-fé.
O ruim é constatar que tem parlamentar que não faz questão alguma de saber que o brasileiro está atravessando um período nada bom, já que as finanças de muitas famílias, há meses, continuam no ‘vermelho’.
Agora, quando os parlamentares vão mudar de opinião, não me pergunte. Essa é uma resposta tão difícil de dar, como achar que eles, algum dia, vão fazer economia, para proteger o bolso do contribuinte.
Será que eles, ao menos, vão evitar gastar mais?
Bem.... essa é outra resposta, igualmente, difícil de fornecer!
Melhor, mesmo, é a gente não enfurecer os congressistas! Quem sabe, eles estão sabendo da nossa dificuldade e estão se esforçando, ao máximo, para não aumentar a conta final.
Difícil, mesmo, é encontrar alguém para botar a ‘mão no fogo’, por eles!

O certo é pedir para eles nunca comandarem a Casa da Moeda.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

CARNAVAL DE PAULO RAMOS: 'CORREDOR DA FOLIA' EM NOVO LOCAL!

Paulo Ramos: Carnaval....

...... agora com nova localização.

CARNAVAL 2017: PAULO RAMOS GARANTE “CORREDOR DA FOLIA”.

A Folia do Carnaval, em Paulo Ramos, vai ao seu terceiro dia, para garantir a movimentação dos foliões, apesar da crise econômica que tem força para mudar muitos planos, mas, ao que tudo indica, quase não alterou a disposição dos brincantes, seja em Paulo Ramos, seja em outras cidades, como Lago do Junco – Município que já tem tradição de fazer folia carnavalesca com uma movimentação diferenciada, por absorver uma boa clientela de cidades vizinhas, inclusive de Lago da Pedra, que, ironicamente, não tem feito Carnavais com animação suficiente para atrair foliões, nesta época, apesar de ser um Município importante, do ponto de vista econômico e político.
O “Corredor da Folia”, neste ano, sob a nova Administração do Prefeito comunista Deusimar Serra, começou mudando de lugar – agora ocupa o mesmo local físico das feiras, ou seja, está sendo feito em cima da Praça do Mercado Público, um local menor, porém mais arejado.
A festa deste domingo – ao contrário da de sábado, teve mais participantes, o que garantiu uma movimentação mais densa, com foliões que suaram a camisa, literalmente.
O “Corredor da Folia”, diferentemente do ano passado, dispõe de banheiro químico, providenciado pelo Poder Público – uma medida mais do que necessária e muito lógica, para quem está lidando com uma grande quantidade de pessoas. Não há sentido que os brincantes fiquem mijando nas portas de comércios, ou atrás das barracas, para exalar aquela ‘fedorenteza’ de deixar o olfato zangado.
Até agora, não foram registrados incidentes fora do previsto. “Estou achando a folia mais organizada do que no ano passado”, disse uma participante.

Para terça-feira, uma boa movimentação está sendo aguardada, inclusive pela participação de Blocos de Rua, onde se destaca o “Nana sem Grana”, comandado pelo Vereador Edivaldo Bigode, que deverá arrastar muitos foliões, até o “Corredor da Folia” – um movimento que vai completar 8 anos, mas sempre com muita animação, apesar da crise, como a de agora, que tem capacidade para alterar a empolgação de qualquer folião, mesmo aquele tido por endinheirado.

JUSTIÇA DE POÇÃO DE PEDRAS PROÍBE PREFEITO DE FAZER DESCONTOS NOS VENCIMENTOS DE PROFESSORES, SOB PENA DE PAGAR MULTA.

Direção do Sinproesemma de Poção de Pedras: comemorar é preciso!!

JUSTIÇA BRECA DESCONTOS FEITOS NOS VENCIMENTOS DE PROFESSORES EM POÇÃO DE PEDRAS. A AÇÃO FOI MANEJADA PELO SINDICATO DA CLASSE.
Claro que o clima é de Carnaval, uma festa tão popular, tão forte, do ponto de vista cultural, que tem força para engolir muitos assuntos, mesmo de natureza econômica.
Mas, a decisão da Justiça, na Comarca de Poção de Pedras, pode ser a primeira de muitas, em todo o Estado, para brecar o acinte de muitos prefeitos que, logo no primeiro mês de mandato, fizeram verdadeiro confisco nos vencimentos de professores, com as alegações as mais estapafúrdias possíveis, como, por exemplo, de que “eles ganham bem”, ou que os ganhos estão “fora da Lei” – uma alegação genérica, imprópria para ser usada pelo Poder Público, já que, pelo princípio da legalidade, a Administração Municipal deverá agir, sempre, e sempre, mesmo, conforme e de acordo com as normas legais, o que não tem nada a ver com a existência de decretos feitos nas ‘coxas’, como diz um ditado popular bem conhecido.
A notícia, mesmo em época de muita folia, seguramente, vale a pena ser divulgada, até mesmo para que a quarta-feira de cinzas não traga tristezas e sim alento e esperanças em Municípios onde o prefeito entendeu de fazer um confisco, à custa da desgraça alheia, tirando um pedaço do salário dos servidores – ainda mais de uma classe que deveria ser, a cada dia, valorizada, para que o País melhore seus índices no setor.
Essa deformidade, infelizmente, aconteceu em Vitorino Freire, o que motivou protestos, e logo depois chegou a turma do ‘aquieta-aquieta', com a Prefeita Luana Bringel fazendo um recuo de 360º, com uma mãozinha do pai, Juscelino Rezende, um político já bastante experiente e sabedor que um bom começo de gestão não combina, jamais, com ‘cabeçadas’ indevidas, logo envolvendo uma classe importante, no contexto geral.
No Município de Lago-Açu, também houve disparate igual, feito na mesma direção, ou seja, para materializar um confisco indecoroso: lá a Administração engoliu R$ 200, 300 e 400 de alguns; de outros, a pancada foi maior, infligindo castigo de monta e pegando de surpresa o servidor, incapaz, claro, de se imaginar vítima de uma violência, praticada, logo por quem tem a obrigação constitucional de proteger os direitos do servidor e de toda a população.  
Na cidade de Poção de Pedras, a violência teria contado até mesmo com a conivência da Câmara Municipal, que teria emitido uma Lei, para justificar o ato ilegal e arbitrário do Prefeito, cujo nome, ironicamente, é Júnior ‘Cascaria’. A alcunha do Prefeito é essa mesmo: ‘Cascaria’ – um apelido que combina com esse tipo de medida, feita a facão, mas que o Judiciário tende a rechaçar, e o Ministério Público pode, também, se interessar, já que isso, em tese, configuraria prática de improbidade.
A decisão da Justiça de Poção de Pedras, com base em ação ajuizada pelo Sinproesemma, deu um grande alento aos professores de lá, e impede o Prefeito “Cascaria” de fazer qualquer desconto nos vencimentos dos professores, sob pena de pagar uma multa que pode variar entre R$ 1.000,00 (mil reais) e R$ 100.000,00 (cem mil reais). A decisão é do juiz Bernardo Freire.
É bem possível que o Prefeito “Cascaria”, desta vez, não queira aumentar as confusões em Poção de Pedras, já que decisão judicial se cumpre, a menos que seja derrubada.
A referida decisão judicial, por envolver o mesmo assunto, com certeza ajuda a reduzir o estresse dos servidores públicos da cidade de Paulo Ramos, onde o Prefeito Deusimar Serra/PCdoB, praticou um confisco daqueles no bolso de muitos professores, apesar de, logo depois, ter dado ‘marcha à ré’, reconhecendo o disparate.
Deusimar Serra, ao que tudo indica, vai ter que comparecer no Fórum da Comarca de Paulo Ramos, já que, no dia 20 deste mês repôs os descontos indevidos, mas o fez em quantia a menor, ou seja, achou ‘conveniente’ manter o confisco praticado, só que, agora, em valores menores – uma espécie de consolo para ‘boi dormir’.
Há informações de que o Sinproesemma que atua em Paulo Ramos vai esperar o Prefeito Deusimar Serra recobrar a honestidade e, caso ele dê uma de “João-sem-braço”, o caminho vai ser o Fórum, para que a Administração seja obrigada a repor tudo que foi confiscado, de forma ilegal.
Não precisa botar a perder a Folia do Carnaval!
Tudo será encaminhado.... e talvez, logo após a quarta-feira de cinzas, quando a vida voltar ao normal.
Geralmente, é após a quarta-feira de cinzas, que os credores começam a fazer suas ‘andanças’.
Desculpa esfarrapada, é algo com que os cobradores nunca se acostumaram!

E eles têm razão de sobra!!

GOVERNO TEMER: EM RITMO DE 'ESCORA', AUMENTANDO OS 'SOLAVANCOS'

Governo Temer: em ritmo de "escora".

Charge: Blog do Amarildo.

Se você acha que o Governo Temer, em relação à representação da charge, é apenas uma ilusão de ótica, procure, então, se recuperar, o quanto antes. O Brasil que você está 'atravessando' é esse mesmo, com muitos, mas muitos 'solavancos'. Ruim, é porque ninguém avisa sobre os pontos de 'maior tensão'.

domingo, 26 de fevereiro de 2017

PREFEITO DA 'VASSOURA': CHEGOU A VEZ DE LAGOA GRANDE DO MARANHÃO.

Chico Freitas: a vassoura...

... e o carro de mão da 'mídia'

PREFEITO DA ‘VASSOURA’: AGORA É A VEZ DE LAGOA GRANDE DO MARANHÃO!

Mais um Prefeito se apresenta como o gestor da ‘vassoura’. Desta vez, é ‘Chico Freitas’, Gestor do pobre Município de Lagoa Grande do Maranhão, que aproveitou a ‘onda’ vinda de São Paulo, inaugurada por João Doria que, ‘vira-e-mexe’, está ‘envolvido’ com seu ‘reality show’ diário: “JD” já varreu avenidas, limpou calçadas, removeu pinturas em muro, e fez outras estripulias do gênero.
Pois bem... Chico Freitas, aproveitou bem a época do Rei Momo: o 'Corredor da Folia' lhe caiu bem. Foi fácil entrar na ‘festa’. Chico Freitas somou-se aos garis da limpeza urbana, para ‘ajudar’ na faxina, dando uma 'forcinha' para remover o lixo deixado pelos brincantes. O “Corredor da Folia” agradece.
Chico Freitas, pelo gesto, está sendo rotulado como uma pessoa humilde, por se 'misturar' com trabalhadores simples, logo aqueles que se encarregam do lixo – um produto que alguns só cuidam na última hipótese.
Pois é... depois da quarta-feira de cinzas, vem a realidade da Gestão, com tarefas que apenas um ato ‘midiático’ não resolve, ainda mais num dos Municípios mais pobres do Estado e até do País.
Vamos esperar o passar das semanas, dos meses....

Por enquanto, todo o tipo de estripulia soa ‘bonito’, ainda mais quando parte da 'galera' está com 'umas duas na cabeça'.

UM BRASIL 'CARNAVALIZADO'. VEJA, A PARTIR DA CHARGE/BLOG DO AMARILDO.

Imagem de um Brasil real, bem real... 

Charge: Blog do Amarildo.

ACONTECIMENTOS DE UM BRASIL QUE 'MELHORA'.

É um Brasil que 'melhora', que caminha a passos 'largos', de acordo com nossas expectativas...

O acontecimento da feitura do novo Ministro do STF, Alexandre de Morais, é propício, mesmo, para épocas de Carnaval, em que a Folia anestesia muitos setores da vida nacional. Ou, então, para a 'Folia' ganhar uma dimensão maior. Você pode escolher as duas hipóteses, se quiser.

É um Brasil 'carnavalizado'.

Aguardemos o pós-quarta-feira de cinzas!




sábado, 25 de fevereiro de 2017

PAULO RAMOS: CADÊ OS FOLIÕES??


PAULO RAMOS: “MARQUÊS DE ‘SAPO-CAÍDO’”: CADÊ OS FOLIÕES?

O Carnaval, sabe-se, é uma festa cara... depende de uma boa organização, inclusive com Bandas de ‘primeira’ ou, no máximo, de ‘segunda.
Algumas Prefeituras de hoje, por conta das dificuldades econômicas, não podem enfrentar gastança de outros tempos, como Marajá do Sena, por exemplo, que soltou uma Nota para anunciar o cancelamento da Folia, já que uma inadimplência do tempo de Edivan Costa teria impedido a Prefeitura de fazer Convênio, visando receber dinheiro, para bancar parte da festa popular.
Paulo Ramos, ao menos nesta sexta-feira, indica ‘Folia Zerada’; ainda bem que a Folia não é programada apenas para um dia. Ainda tem este sábado, domingo, segunda e terça, para os brincantes locais se prepararem. Nem tudo está perdido...
Assim, a “MARQUÊS DE ‘SAPO-CAÍDO” aguardará o dia de amanhã, para mostrar se o folião vai poder mexer com o esqueleto ou não.
O Pessoal da Cultura de Paulo Ramos, certamente saberá o que fazer, no restante dos dias vindouros. Animar o folião é tarefa que pode não ser fácil.
Nesse caso, Deusimar Serra pode não concordar. Mas a Administração Tanclêdo Lima, em 2016, à essa altura, já estava garantindo a movimentação de muita gente, no “Corredor da Folia”.

Não é tempo de comparar. Mas é difícil pedir para o brincante não fazer exatamente isso. Ainda mais se ele estiver com umas “duas na cabeça”.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

PREFEITURA DE MARAJÁ DO SENA CANCELA O CARNAVAL... E NÃO FOI POR FALTA DE FOLIÃO!

Nota de Marajá: o Carnaval, o 'bicho comeu!'
MARAJÁ DO SENA NÃO VAI BANCAR O CARNAVAL....NÃO É POR FALTA DE FOLIÃO.

Gestor Público é quase assim: quando faz a coisa certa, as consequências são boas, produzem efeitos satisfatórios. Mas quando ele faz a coisa errada ou, mesmo, erradíssima, já sabe...
Claro que Marajá do Sena está em ‘Situação de Calamidade’, por conta das chuvas e enxurradas que quase engoliram os órgãos públicos, no começo da semana, danificando computadores, impressoras, e também extraviando dezenas de centenas de documentos – incluindo os referentes às licitações, para embalar o começo do Governo de Lindomar Araújo.
Mas o Carnaval dos Marajaenses de 2017, ‘entrou água’.
Nem queria usar essa expressão, por significar brincadeira, num momento sério, de grandes preocupações para os destinos da Administração e os interesses do Povo. Mas, às vezes, é melhor deixar a coisa ‘leve’, para chegar-se mais rápido aos meios, visando resolver os ‘destroços’. Nos momentos de crise, usar o lado cômico evita piorar.
A ‘Nota’ da Prefeitura é clara, muito clara: falta recursos financeiros e a Prefeitura resolveu cancelar a organização do Carnaval de 2017. Ou seja, a festa mais popular do País não acontecerá, já que a Prefeitura de Marajá do Sena não poderá fazer Convênios com o Governo do Estado, para bancar a festa ou parte dela.
Motivo? Segundo a Administração de Lindomar Araújo, o ex-prefeito Edivan Costa, é o grande culpado, por ter deixado inadimplência – aqueles obstáculos legais que impedem a realização de novos Convênios.
Episódios como esse já aconteceram e ainda vão acontecer, muito, seja em cidades do Maranhão, seja de outros Estados, inclusive do Nordeste, onde a Gestão Pública, lamentavelmente, é encarada, ora “meio séria”; ora, “meio desmantelada”.
O povo de Marajá do Sena é quem deve analisar a situação, que conhece bem seus homens públicos.
Diante da situação, seria bom que Edivan Costa soltasse uma nota, para se justificar. Ex-prefeito, querendo, pode fazer isso. Não é proibido. E faria bem à sociedade, que, assim, poderia julgar melhor os feitos e a honestidade de seus representantes. Afinal, a atual Administração, de Lindomar Araújo, diz que a culpa, pelo cancelamento do Carnaval, é do ex-prefeito Edivan Costa, que passou 8 anos à frente da Gestão.
O Folião, que teve sua festa ‘surrupiada’, tem todo o direito de saber de qual lado está a verdade.
A Nota do atual Prefeito, Lindomar Araújo, foi publicada. Agora, vamos esperar a Nota do ex-gestor.

E seria bom que Edivan Costa se pronunciasse, logo. Quem sabe, os Foliões poderiam melhorar o ânimo.

CÂMARA MUNICIPAL DE PAULO RAMOS: COMEÇA O "RESUMO DO VEREADOR!"

Plenário da Câmara.

Advogado e ex-vereador, José Alex, prestigiando o Legislativo, na abertura dos trabalhos.

CÂMARA MUNICIPAL DE PAULO RAMOS ABRE OS TRABALHOS LEGISLATIVOS.

Começa o “Resumo do Vereador” – boletim informativo daquilo que ocorre no âmbito da Sessão da Câmara Municipal, que será sempre às sextas-feiras, mas aconteceu nesta quinta, por conta das festas do Carnaval, que ninguém é de ferro.
Pois é... a Câmara Municipal de Paulo Ramos, enfim, oficializou, nesta quinta-feira, 23, a abertura de sua atual Legislatura, sob a presidência do Vereador Francisco Santana (Professor Santana).
Presença boa, já que apenas dois vereadores estavam ausentes: Weltran Arruda, ex-presidente da Câmara, e Sandro César. Compareceram 9 edis.
No geral, foi uma Sessão boa, com bastante expectativa, por parte da população; teve muito vereador querendo ‘mostrar serviço’, tanto que alguns, até começaram a fazer e a votar, logo, algumas indicações, apesar de que a Sessão era apenas de ‘abertura’, quando, na praxe, serve para criar as Comissões da Casa e ler alguma mensagem, inclusive, se for o caso, com a presença do Prefeito e demais autoridades. Mas o fato é que teve parlamentar querendo botar até asfalto em Povoado.
Teve também vereador com plano de demolir um prédio do patrimônio da Municipalidade. Teve de tudo.
O Presidente da Casa anunciou que o Prefeito Deusimar Serra não pôde comparecer, por ‘motivo de força maior’. Mas deu garantia de que, na próxima, ele vai comparecer. Mas alguns secretários do Poder Executivo marcaram presença. Nesse ponto, foi bom demais.
Mas, lamentavelmente, teve vereador que compareceu à Sessão de camisa polo; se alguém disser ‘camisa de meia’, dá quase na mesma!
Ainda hoje, continuaremos o “Resumo do Vereador”, com os detalhes de toda a Reunião....
Se acalme! Tenha paciência! Agora que foi a primeira.... a primeira de muitas.

Vai ter ‘resumo’ pra ninguém botar defeito!

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

CÂMARA MUNICIPAL DE PAULO RAMOS COMEÇA, HOJE, SUA NOVA LEGISLATURA.



É hoje, nesta quinta, daqui a minutos.... A Câmara Municipal de Paulo Ramos começa sua nova Legislatura.

Está sendo aguardada a presença de muitos populares, obviamente interessados na desenvoltura da nova composição de um dos Poderes mais importantes da República.

Vale a pena conferir!!

Não vale é o cidadão, reclamar, de longe!


quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

CÂMARA MUNICIPAL DE PAULO RAMOS, NO MARANHÃO, ABRE OS TRABALHOS LEGISLATIVOS NESTA QUINTA-FEIRA

Câmara Municipal: vai reabrir nesta quinta-feira!

CÂMARA MUNICIPAL DE PAULO RAMOS ABRE OS TRABALHOS LEGISLATIVOS NESTA QUINTA-FEIRA.

É amanhã! Agora é oficial: a Câmara Municipal de Paulo Ramos, nesta quinta-feira, vai abrir os trabalhos da Legislatura de 2017/2020, ou seja, os trabalhos típicos do Poder Legislativo do quadriênio, atualmente sob a presidência do Professor Santana/PT.
Amanhã, com certeza, a movimentação na sede do Poder Legislativo, no Bairro Buriti, promete. Muita gente quer testemunhar a disposição dos legisladores e fiscais do Poder Executivo, que terão a tarefa de acompanhar os atos do Chefe do Poder Executivo, além de legislar em questões de interesse local.
Amanhã, como prometido, vai ter início o “Resumo do Vereador” – aquele boletim resumido da movimentação dos 11 integrantes de nossa Câmara Municipal.
É bom marcar presença! Veja o que fará seu representante!


MENDONÇA FILHO, DA 'EDUCASSÃO': O MINISTRO DO 'POSTUGUÊS' RUIM. EU, HEIN!?

Mendonça Filho: "postuguês" ruim?

O MINISTRO DO ‘POSTUGUÊS’ RUIM. É DA EDUCAÇÃO, VIU!! PARECE QUE TUDO CONSPIRA CONTRA O GOVERNO TEMER!.

A língua portuguesa, dizem, é uma espécie de ‘engenharia’. Aliás, lembro-me de que isso era uma coisa que o nosso professor, sim, de português (no Curso do Zé Maria do Amaral, em São Luís/MA), dizia muito. Ele falava em tom de brincadeira. Mas tudo aquilo era muito sério... era sério mesmo! Agora, eu fiquei mais consciente disso!
Que o diga o Ministro da Educação, do Governo Temer, o deputado federal pernambucano, Mendonça Filho/DEM.
Mendonça Filho, numa entrevista daquelas, na semana passada (GloboNews), em que os repórteres, às vezes, são ‘exigentes’, respondia sobre o Exame Nacional do Ensino Médio – Enem. De repente, Mendonça deixou todo mundo de ‘orelha em pé’.
Sua Excelência, o Ministro Mendonça, disse que: “HAVERÃO” MUDANÇAS, ao invés de HAVERÁ – nesse caso, o verbo, no sentido de existir, ficará, sempre, no impessoal e no singular. Portanto, Ministro, jamais “HAVERÃO”.
Para um Ministro dos Transportes, da Pesca, da Segurança Pública, ficaria feio demais. Já para um Ministro da Educação, teria que haver uma espécie de ‘licença’, para ele repousar, ao mesmo tempo em que pudesse relembrar as regras da gramática, para não derrapar feio. Pior que são regras simples.
A Educação, no País, como se sabe, está ruim. Mas um Ministro com um ‘postuguês’ desse ‘tamanho’, a coisa fica muito pior; vira escândalo.
Agora, se Mendonça Filho repetir isso, apenas mais uma vez, aí será caso de demissão.

É por isso que lá na Câmara dos Deputados, tudo passa, viu!!

PS. Eu já vi que o defeito não está 'neles'....

PS. Texto retificado, às 22h e 07 minutos: 'português' para 'postuguês', para ficar no contexto da crítica.

MILLÔR FERNANDES: O SAUDOSO HUMORISTA E SUA CAPACIDADE DE ACERTO, SOBRE OS 'LIMITES' DOS POLÍTICOS.

Millôr Fernandes: humor ácido... e certeiro.

O 'LIMITE' NA POLÍTICA, NA VISÃO DO SAUDOSO MILLÔR, O HOMEM DA ACIDEZ CERTEIRA.

O velho Millôr, se sabe, há muito, era ácido, muito ácido, com algumas situações da vida. Ele era 'bom'. Mesmo tendo cunhado a frase abaixo, há anos, conclui-se que ela cabe como uma 'luva' à situação dos políticos brasileiros - seja no miolo, em Brasília, seja nos Municípios, envolvendo vários aspectos.

Disse ele:

"A situação é de tamanha indignidade que até pessoas totalmente indignas já estão indignadas."

(Millôr Fernandes, em Millôr Definitivo, A Bíblia do Caos, L&PM, Porto Alegre, 2014).

O acerto do humorista, pode-se dizer, é 99,99%. É algo próximo de adivinhar. Eu, hein!?





JOÃO ALBERTO DIZ COMO O CONSELHO DE ÉTICA DO SENADO VAI AGIR COM ALGUNS SUSPEITOS.

João Alberto, senador maranhense.

SENADOR JOÃO ALBERTO, DO MARANHÃO, DÁ O ‘TOM’ DOS TRABALHOS DO ‘NOVO’ CONSELHO DE ÉTICA: ANALISAR TUDO COM O ‘MÁXIMO RIGOR’.

É isso mesmo! Os trabalhos do Conselho de Ética do Senado, se depender do Senador João Alberto/PMDB-MA, serão regidos com um ‘rigor absoluto’.

Segundo matéria de O Informante/Jornal Pequeno (20/2/2017), as delações no âmbito da Lava Jato não são suficientes para que se abra processo contra os colegas do Legislativo.

João Alberto, foi bem ‘taxativo’:

“Precisa haver alguma prova, alguns indícios”, afirma.

O Senador Maranhense, ‘carne e unha’ com Sarney, chegou a alertar alguns apressados, aqueles que gostam de ‘comer cru’:  

“Até agora não apareceu nada. Na delação, hoje, está sendo pronunciado todo mundo no Senado, na Câmara. Quando chegar no Conselho, a gente faz um exame acurado da coisa para ver o que tem”, completou.

Parece mesmo que o ‘Conselho de João’, ao que tudo indica, vai trabalhar ‘como nunca’.
Esperar é a saída?

E tem outro jeito?

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

PREFEITO DE PAULO RAMOS REPÕE O DINHEIRO 'CONFISCADO' DOS SERVIDORES.... MAS FEZ À 'PRESTAÇÃO'.

Qualquer semelhança com a situação de P. Ramos, é mera coincidência.

PREFEITO DE PAULO RAMOS CUMPRE A PROMESSA DE PAGAR O DINHEIRO ‘CONFISCADO’ DOS SERVIDORES....  MAS FEZ ‘À PRESTAÇÃO’.

O Prefeito de Paulo Ramos, Deusimar Serra/PCdoB, cumpriu a promessa de repor o corte nos vencimentos dos professores e outros servidores da Máquina, por ter metido a faca no bolso dos barnabés.
Deusimar Serra, realmente, cumpriu a promessa de fazer a reposição. E, realmente, a providenciou, no dia do ‘trato’; só que, com uma particularidade: fez a reposição ‘a prestação’, ou seja, na base do ‘pinga-pinga’. Se a moda pega, hein!?
Ontem, 20, foi um dia de certa euforia e ansiedade, pois muita gente correu à boca do caixa dos bancos...
Houve duas surpresas: primeiro, porque “DS”, de fato, depositou em algumas contas, ou seja, cumpriu a promessa, apesar de não ser tão religioso, nesse quesito. E, como ‘alegria de pobre dura pouco’, quando os eufóricos servidores consultavam os extratos, lá vinha a segunda e triste surpresa do dia: a reposição do prefeito foi feita à ‘prestação’, pois quem esperava R$ 800, só viu cair 300; quem esperava R$ 500, só enxergou depósito de R$ 200; e houve a situação daqueles que só tiveram condições de ver, em seus extratos, acreditem!, a mísera quantia de R$ 30, sim, isto mesmo, 30 reais (três notas de R$ 10,00, para você não achar que eu digitei errado). Por extenso: trinta reais! Agora, sei que você não tem mais dúvida alguma!
Ah, também teve gente que, infeliz e curiosamente, não recebeu nadinha, conforme se ouvia a chateação, na saída do Banco do Brasil: “Pra mim, ele não botou foi nada”, disse uma mulher, cujo nome não será registrado, para evitar maiores danos à sua dignidade.
Ontem, foi uma segunda-feira que muitos servidores vão lembrar por muitos meses seguidos...
Se, para o servidor da Prefeitura de Paulo Ramos foi uma decepção, para o comércio, a situação não é das melhores, já que muitos débitos da praça serão, forçosamente, ‘empurrados para depois’, o que poderá fazer com que muitas pessoas e famílias fiquem com seus créditos prejudicados, logo numa época em que as coisas, no País, vão de mal a pior; logo numa hora em que a autoestima do brasileiro não anda lá essas coisonas.
Agora, só há duas alternativas: a primeira, é perguntar ao Prefeito Deusimar Serra, quando ele depositará as parcelas vindouras de seu débito. A segunda, é rumar ao Fórum da cidade, para saber se a balança da Justiça pode ser usada para obrigar “DS” a rever o confisco no bolso alheio.
Quando se imagina que “DS” não é muito religioso, o jeito melhor é ir logo pensando na segunda hipótese.
E assim, ao que tudo indica, Paulo Ramos meteu-se num grande dilema: ‘se correr, o bicho engole; se ficar, o bicho mastiga’.

Parece que a coisa tá difícil, viu!?

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

PAULO RAMOS 'PROMOVE' O 'CARNABALA: CARNAVAL MISTURADO COM BALA DE 38. É RUIM, HEIN!

imagem meramente ilustrativa.

PAULO RAMOS ‘INAUGUROU’ O ‘CARNABALA’: CARNAVAL MISTURADO COM BALA DE 38. BOM SE FOSSE ‘TIRO DE FESTIM’, COM DANO APENAS PARA A ESPOLETA.

Paulo Ramos, ao que parece, vai ter condições de mostrar muita ‘novidade’, nesse período de festas.
Já começou bem, nesse domingo: lançou o ‘CarnaBala’ – uma mistura de folia, à moda ‘espoletando’, ou melhor, à base de disparo, mas o ruim é que o diabólico procedimento é feito com o manuseio de arma de fogo, cujo uso configura crime – exceto para quem tem o respectivo porte, ou seja, a licença, desde que o interessado não esteja atuando no circuito da bebedeira.
Claro que o grande culpado, no caso de ontem, é a pessoa que resolveu ir à folia (chamada de Pré-Carnaval), com a sua arma a tiracolo – um hábito arraigado em alguns grotões, nome pelo qual são chamados alguns lugares e/ou Municípios atrasados do País, onde a ‘Lei do 38’ ainda faz ‘sucesso’, ocupando o lugar do diálogo – uma característica das relações envolvendo pessoas civilizadas.
A Prefeitura de Paulo Ramos, faça-se justiça, não pode ter qualquer culpa pelo ocorrido. Mas, seguramente, poderia (ou deveria) ter lançado mão de precauções, como, por exemplo, promover a organização do citado evento, mas de forma satisfatória. E para isso, há a providência do isolamento da área; da arregimentação de seguranças em número compatível, mediante o apoio, indispensável, da Polícia Militar; uso de detector de metais, revistas para acesso do local e por aí vai...
Não há dúvida de que a omissão das providências, ainda mais envolvendo eventos de massa, como é o caso, concorre, sobremaneira, para a eclosão de episódios como o de ontem, em que, lá pelas duas horas da madrugada, um pseudobrincante resolveu testar o seu TREZOITÃO, colocando em risco a vida do suposto desafeto e a de outrem, por motivos que não precisam de maiores explicações. As balas perdidas, como se sabe, ainda não são guiadas por computador.
Esse tipo de incidente desagradável e perigoso, infelizmente, não é corriqueiro, mas já foi visto no passado, na mesma Paulo Ramos e, pasmem!, no mesmo Pré-carnaval (Avenida), quando um jovem entendeu de puxar sua arma e detonar sua vítima, em condições que só há cabimento discutir nos autos do devido processo legal, até para evitar conclusão equivocada, por quem deseja uma justiça rápida, mas completamente fora dos parâmetros constitucionais.
Ainda bem que os disparos desse domingo, por sorte, não encontraram seu alvo preferido.
Episódios desse matiz, são lamentáveis, e devem, obrigatoriamente, servir, primeiro, para uma reflexão por parte de todos os cidadãos que querem viver bem, trabalhando melhor ainda seus limites.
Depois, deve atrair, também, um atuar das autoridades públicas e demais agentes dispostos a não ‘empurrar com a barriga’ providências afetas aos cargos que ocupam, notadamente nos âmbitos do Poder Executivo e da Polícia Militar.
Agindo somente amanhã, senhores, vai ser tarde! Mas muito pior, é não agirem nunca!
Deixar, sempre, para depois, não vale. Isso também pode configurar conivência estatal. E isso é mais do que omissão.
Pode-se aplicar, aqui, aquela frase popular, bem simples: “Quem quer, vai; quem não quer, manda”.

PS.: decidimos conveniente não expor os nomes das pessoas envolvidas no lamentável incidente.