terça-feira, 31 de janeiro de 2017

BOATOS SOBRE BLOQUEIO DE FPM EM PAULO RAMOS, FAZEM PREFEITO 'VIAJAR' ÀS 'PRESSAS!'

Deusimar Serra: 'viajou'

BOATOS SOBRE BLOQUEIO DO FPM DE PAULO RAMOS FAZEM PREFEITO DEUSIMAR SERRA ‘VIAJAR’.
Pois é.... foi apenas um boato, que correu na cidade de Paulo Ramos, sobre um tal de ‘bloqueio’. Algumas pessoas ligadas ao Governo de Deusimar Serra disseram que “houve um bloqueio de dinheiro”, e que o prefeito teria ido a São Luís, para ‘resolver’.
Resolver o quê? O bloqueio foi de ‘araque’, ou seja, depois da hora em que espalharam a notícia, ninguém confirmou qualquer medida judicial contra as finanças da Prefeitura. E mais: o Banco do Brasil, local, não confirmou a existência de qualquer determinação, nesse sentido – seja da Comarca de Paulo Ramos, seja da Vara do Trabalho de Bacabal.
Aliás, é bom deixar claro que pequenos bloqueios sempre existiram, vez por outra, no Governo do ex-prefeito Tanclêdo Lima e de outros ex-gestores, para pagar ações trabalhistas – coisa normalíssima. Mas até essa hipótese não está em jogo. E se, eventualmente, estivesse, não seria motivo para o prefeito ‘viajar’, às ‘pressas’, a não ser que Deusimar Serra esteja com saudade da Litorânea.
Não é um sinal ruim, o prefeito ‘viajar’, logo no dia 31, quando as contas da Prefeitura estão abastecidas com mais de 2 milhões reais. Mas, também, não é um sinal bom, já que muita gente ainda se recorda dos tempos de Noronha, quando o prefeito e os secretários se escondiam, nos dias 10, 20 e 30, e só retornavam dois ou três dias depois.

É bom Deusimar Serra ajudar a população a não lembrar daqueles ‘velhos tempos’. Afinal, ‘gato escaldado, tem medo de água fria’.

EIKE BATISTA "MUDOU" O FOCO DA PRISÃO, APENAS COM SEU "TOPETE".

Eike Batista: estágios 1, 2 e 3.

EIKE BATISTA ‘MUDOU’ O FOCO DA PRISÃO, APENAS COM SEU ‘TOPETE’.

Não me pergunte qual é o ‘segredo’, mas após a prisão do ex-bilionário Eike Batista, por traquinagens envolvendo pagamento de propina para ganhar obras públicas, no governo de Sergio Cabral, no Rio de janeiro, o assunto da ‘hora’, acredite, é a cabeça de Eike.
Milhares de pessoas esquecem o assunto principal e querem saber se Batista usa ou não peruca; desejam saber se ele teve ou não a cabeça raspada. Inclusive já escrevemos sobre isso, ontem, como uma forma de ‘pegar o embalo’ na ‘importante discussão’, quando a questão jurídica – o aspecto relevante, ficou para depois; ficou em segundo plano. Como pode, isso?
O Estadão, de hoje, acerca do tema, tenta dar um tom ‘diferente’, para a questão, não se sabe a pedido de quem. Mas chega a insinuar que o empresário não usa peruca e diz que a resposta sobre uma coisa ou outra, quem dá é...... sim, o próprio..... sim, ele mesmo, Eike Batista. Ou seja, o jornal traz a discussão (com relevância de segundo ou terceiro plano) e conclui que a resposta é do próprio Eike, ou seja, do próprio interessado.
Você acha que Eike Batista vai dizer que usa peruca? Você diria? Você confessaria um ‘segredo’ desses?
O Jornal Estadão ainda quis falar com a clínica, responsável pelo tratamento capilar de Eike – que ele deu o nome de Tricosalus, mas ninguém apareceu para dizer nada. Ninguém deu sinal de vida....
Mas essa resposta, quem vai dar ela é você.... basta olhar as fotos acima. Você terá capacidade, só pelas fotos, de concluir se o empresário Eike Batista usa (ou usava) peruca ou não. Olhe bem para as duas primeiras fotos. Na terceira foto, você deverá olhar com mais cuidado, para não ‘errar’. Concluiu, agora?
Pois é..... escrevi tudo isso, só para falar do topete de Eike Batista. Mas gente rica (ou ex-rica) é assim: qualquer detalhe de sua vida, vira um negócio de importância fenomenal.

Agora, que terminamos a matéria, você ainda se lembra o motivo pelo qual o empresário da ‘careca raspada’ foi preso?

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

EIKE BATISTA SE ENTREGA À JUSTIÇA. PORTAL UOL DIZ QUE ELE TEVE A CABEÇA 'RASPADA'. COMO ASSIM?

Eike Batista: agora, 'sem cabelo'. 

EIKE BATISTA SE ENTREGA À JUSTIÇA, NO RIO... PORTAL UOL DIZ QUE ELE TEVE A “CABEÇA RASPADA”. COMO ASSIM?

É quase UmMô+Eu, por Alex Barroso (advogado).

O Portal Uol anuncia a prisão do ex-bilionário Eike Batista, no Rio de Janeiro, nesta segunda-feira, vindo dos Estados Unidos da América. O empresário se entregou, ou melhor, os policiais já o estavam aguardando, na boca da porta da aeronave, agora de carreira, e não mais jatinho particular, como fazia nos tempos áureos.
Pois bem....
Eike Batista, diz o portal Uol, teve sua cabeça ‘raspada’, na passagem do Presídio. Ora, ora...
Na verdade, Eike Batista tinha pouco cabelo na cabeça, ou melhor, ele é aquilo que muitos conhecem por careca, isso mesmo, careca. Então, nesse caso, como dizer que um careca teve sua cabeça raspada? Me diga?
Será que o portal Uol botou uma ‘pegadinha’, pra nós?
De qualquer maneira, e para todos os efeitos, Eike Batista teve a cabeça ‘raspada’. Deve ser mesmo um caso inédito, alguém raspar a cabeça, sem ter cabelo.
É o Brasil... vai assim mesmo!!

Falei da cabeça ‘rapada’ de Eike, e não falei do problema dele, com a Justiça. 

Vamos deixar para as próximas horas. Deixa Eike ‘acabar de chegar!’

ADVOGADO MARANHENSE, DE PAULO RAMOS, ANUNCIA AUMENTO DO ACERVO DO "PROJETO-LIVRO".

acervo....

... está aumentando: mais 10 livros.

ADVOGADO E ESCRITOR MARANHENSE, JOSÉ ALEX BARROSO, ANUNCIA AUMENTO DO ACERVO DO “PROJETO-LIVRO”.


O advogado e escritor, José Alex Barroso Leal, da cidade maranhense de Paulo Ramos, anuncia aumento de exemplares do “Projeto-Livro” – um acervo que disponibiliza obras literárias para estudantes e demais interessados, sem qualquer custo. Aliás, o único ‘custo’ é comparecer em seu escritório de advocacia (Av. Venâncio Gomes, 36 – Ed. Jorge Sat, Centro), e pegar a obra para ler, após assinar um termo de responsabilidade de uso do livro que o interessado desejar.

São mais dez livros, de gêneros variados:

- Lava-Jato;
-1968 O que fizemos de nós;
-Os segredos da mente milionária;
-O Velho e o Mar;
-O Príncipe da Privataria;
-Dom Quixote;
-Honoráveis Bandidos;
-Eles falam, Eu falo – para desenvolver a arte da escrita;
-Guia politicamente incorreto da História do Brasil; e
-Pablo Escobar – o maior traficante de todos os tempos (não é aconselhável para alguns políticos).

Agora, o acervo conta com um total de 20 livros, com os dez já existentes. A partir de agora, na primeira semana do mês, será feito o anúncio sobre o aumento do acervo. Acompanhe neste blog.

“A nossa meta, é chegar no final deste ano de 2017 com um acervo entre 60 e 80 livros”, diz o advogado Alex Barroso, idealizador do projeto.

O causídico informa que, “por enquanto, o acervo é totalmente particular, mas, a partir de março, vamos buscar doações para a criação de um acervo de caráter público, mas com gerenciamento particular”.

Boa leitura!!

domingo, 29 de janeiro de 2017

A SITUAÇÃO DO EMPRESÁRIO EIKE BATISTA EVIDENCIA UM BRASIL DE IMPOSTORES. ARTIGO, POR ALEX BARROSO.

Eike Batista

A SITUAÇÃO DO EMPRESÁRIO EIKE BATISTA EVIDENCIA UM BRASIL DE IMPOSTORES.

Por Alex Barroso*

Talvez seja fácil, agora, falar de Eike Batista, no circuito de seus sucessivos tropeços e de suas sucessivas quedas... mas Eike, há muito tempo, vem dando mostras de que seus negócios empresariais viraram ‘picolé’, tal a facilidade que suas empreitadas têm (ou tinham) de virar água; suas empresas, mal funcionam, já caem, desmoronam, em pouco tempo. Ele mesmo se encarrega de botar tudo a perder. É o que se conclui, uma vez que a bancarrota de seu ‘Império X’ precede o ano de 2013, ou seja, veio bem antes da situação econômica ficar difícil no cenário internacional, estendendo-se ao Brasil.

O desmoronamento empresarial de Eike, ao que parece, está intimamente ligado ao momento de origem de suas propostas, nascidas, provavelmente, com ausência de lastro suficiente para saírem do papel, nos moldes anunciados, na grande mídia, sempre com estardalhaço de sobra – no mesmo compasso da carga de arrogância daquele que, um dia, se auto-intitulou o homem mais rico do País e mais: futuro homem mais rico do Planeta, por conta do cálculo de R$ 30 bilhões para a sua fortuna – particularidade essa que, por óbvio, impressionou muita gente, especialmente as de ‘olho grande’.

Mas tudo ruiu, e o que mais impressionou a todos foi a rapidez com que isso ocorreu: da noite para o dia ou, de um dia para o outro. Tudo quase sem intervalo, numa audácia irracional, mas sem limites.

Tudo indica, parece ser esta uma característica de Eike Batista, que, após ‘trincar’, financeiramente, passou a anunciar mais negócios (2015), como, por exemplo, propalar aos quatros ventos que estaria inclinado a mexer com dois novos ‘projetos’: clonagem de animais e fabricar um viagra genérico, o que me estimulou a fazer uma crônica, com o título: “Eike Batista, depois de tantas ‘quedas’, agora quer ‘levantar o pau’ do brasileiro. Literalmente. É sério!”. A crônica, depois, viria a ser publicada numa Antologia de Poesias, Contos e Crônicas, “Mais do que Palavras”, Editora Scortecci, São Paulo, 2016, lançada em dezembro passado, na capital paulista.

Antologia, publicada em São Paulo, da qual também participou o advogado Alex Barroso.

Na referida crônica, faço uma espécie de deboche, com bastante fundamento e ironia, já que, ao menos na minha modesta opinião, é improvável que alguém vá para a cama de um motel ou de casa, confiando num viagra, genérico, feito pelo personagem que se encarregou de quebrar as empresas que dizia feitas para competir no mercado, inclusive peitando a Petrobrás e os Correios – um duelo adequado somente para empresas de verdadeiro estofo, ou seja, de estrutura forte, com idoneidade reconhecida.

Mas Eike Batista sempre foi notícia na Grande Mídia. Às vezes, pelo lado dos ‘fundos’, como aconteceu em agosto de 2001, quando ele foi inaugurar uma Usina Termelétrica, no Ceará, nos tempos em que tais investimentos ‘alucinavam olhos’ de muitos empreendedores ‘arrojados’, como ele, mirando lucros que a Petrobras, no Governo FHC, havia sinalizado.

Foi ali, no litoral cearense, que o excêntrico empresário concorria para patrocinar uma cena que viria a empurrar a primeira página de muitos jornais, do Ceará e do País à época – na verdade, por obra de sua então mulher, a atriz Luma de Oliveira, cujo vestido, por não suportar os ventos característicos da região do bonito litoral, subia, subia e subia, de novo, deixando-a ‘a descoberto’, em relação a algumas partes de seu belo corpo.

A capacidade energética daquela Usina – que Eike, depois venderia à Petrobras, ninguém procurou saber, no outro dia, por conta de uma manchete muito sugestiva, para representar o ambiente daquele ‘histórico’ acontecimento, com a manchete de que o Ceará havia inaugurado a “Termoluma”, tudo por conta do vestido de sua então ‘deusa’, Luma de Oliveira, aquela que costumou parar a noite e os olhos, na Marquês de Sapucaí, no Rio. Luma, na inauguração da Usina Termelétrica, ‘suou o vestido’, ante a força dos ventos.... ali, a natureza mostrou sua raça, para a felicidade de muitos olhares.

Depois dali, Eike Batista, que é um homem incansável, em seus ‘mil e um projetos’, se aventuraria em outras ambições, como, por exemplo, tentar trazer a famosa franquia Mr. Chaw, dos EUA, para fazer seus pratos saborosos. Como não pôde fazê-lo, se dispôs a contratar, a peso de ouro, um dos Chef´s do famoso restaurante e mais 4 integrantes – Mr. Lam, quando, então, criaria, na Capital carioca, o badalado Restaurante de mesmo nome, “Mr. Lam”, para cujo âmbito atrairia uma boa clientela, incluindo executivos de seu Grupo, o próprio Eike, a mulher, seus filhos e as respectivas namoradas, cujo empreendimento, por muitos meses, seguiria no ‘vermelho’ e nunca pagou o investimento de 10 milhões de dólares, feito por Eike, mas segue como uma espécie de ‘fronteira’ intacta, de seus projetos.

Nos últimos meses, Eike, que é um homem valente e ousado, já estava anunciando um novo creme dental, mas, por conta das dificuldades enfrentadas, tal produto jamais foi posto no mercado. Por sorte, ninguém se arriscou a escovar os dentes com seu novo invento.

Se Eike não conseguiu deixar mais brancos os dentes de alguns consumidores, com seu creme, mais difícil, convenhamos, seria ele levantar a ‘autoestima’ do brasileiro, com seu viagra genérico. Igualmente por sorte, ninguém passou vergonha e/ou constrangimento nos motéis do Brasil e do Mundo. Eike, assim, livrou-se de muitas ações, agora por danos morais, por motivos que dispensam comentários adicionais.

Já pensou se alguém vai pra um motelzão e, não hora ‘H’, não ‘levantasse’... o que o bilau iria fazer? Pense aí? Seria preciso muita criatividade, viu!!

Seria Eike Batista apenas mais um impostor a serviço de boas causas?

Pois é....... É assim que o Brasil vai caminhando!

Tem hora que ele pensa em levantar-se. Mas há momentos em que se pega caindo!

..... é a vida como ela é!

*José Alex Barroso Leal, maranhense, natural de Paulo Ramos, é advogado, ativista político e assessor jurídico municipal, escreve diariamente sobre assuntos variados, inclusive sobre política e economia e demais lances do cotidiano – blogacomalexbarroso.blogspot.com, cujo conteúdo está conectado à sua página no Facebook.

FAZENDA ESTADUAL, NO MARANHÃO, ADIA PAGAMENTO DO IPVA. FOI APENAS UMA PRORROGAÇÃO!!


FAZENDA ESTADUAL, NO MARANHÃO, PRORROGA PAGAMENTO DO IPVA. É BOM REPETIR: FOI APENAS ADIADO!

Domingo não é dia para notícia ruim, mas.....

Atenção! Você que tem veículos – carros e/ou motos, fique de olho no Governo, ou melhor, no prazo fatal dado pela Fazenda Estadual, para o pagamento do velho IPVA: até o dia 24 de fevereiro, o interessado terá um desconto de 10% (dez por cento) para liquidar a fatura de uma tacada só.
Pensando bem, é um percentual considerável, notadamente em tempos de dificuldades econômico-financeiras, num Brasil em que o bolso de muito contribuinte está interditado, para ‘entradas e saídas’.
Não deixe para depois! Pagar imposto e/ou taxa em prol do Governo, todo mundo faz porque não há outro jeito. O pior, é quando o contribuinte perdeu a chance de ter um ‘descontozinho’ e não pode mais recorrer a ninguém. Nesse caso, não há ‘padrim’ que dê jeito.
Nos demais casos, de parcelamento, consulte a tabela divulgada pelo Governo. Dependendo do número final da placa, os pagamento começam no próximo dia 7 de fevereiro.
Cuidado! Perder o prazo do senhor de parcelamento do IPVA, também é muito ruim, e não adianta botar a culpa no calendário.
Os prazos são: 07, 10, 13, 17 e 24 – exatamente o último dia do prazo para pagamento da parcela única, com desconto de 10%.

Com imposto é assim: ‘se correr, o bicho engole; se ficar, ele mastiga!’.
Faça as suas escolhas!!

sábado, 28 de janeiro de 2017

MA 008, VITORINO FREIRE - PAULO RAMOS, ESPERA PELO "PLANO DE DEUS". ARTIGO ESPECIAL, POR ALEX BARROSO.

Cenário de 2016....

.... de 2017: piorou um pouquinho mais.

MA 008, VITORINO FREIRE – PAULO RAMOS: POPULAÇÃO ESPERA PELO “PLANO DE DEUS”. É ISSO MESMO!!

Artigo da semana e, talvez, do ano, por Alex Barroso*

Dizem que uma só imagem vale por mil palavras.... Se alguém disser que essas imagens valem por UM MILHÃO DE PALAVRAS, ninguém discordará, ninguém contestará, jamais.
As imagens são ‘fortes’, muito ‘fortes’, e pertencem a um trecho da Estrada MA 008, Vitorino Freire – Paulo Ramos, cuja rodovia, no passado, era mesmo, uma rodovia de verdade e, acredite, havia até asfalto em toda a sua extensão.
Isso era no passado, há 30 ou mais anos, é bom ressaltar! Talvez porque a extensão é de apenas 18 km. Ou, quem sabe, porque, antigamente, asfalto era um produto mais ‘fácil’ de encontrar, ao contrário de hoje, em que o Poder Público, infelizmente, encontra-se ‘fragilizado’ mais por conta da ineficiência e dos desmandos, do que propriamente pela falta de dinheiro.
Aliás, é bom registrar que, muitas vezes, o dinheiro não é o problema, ele existe, mas ele é canalizado para outros ‘endereços’, que não dizem com os nossos interesses e as nossas necessidades básicas, como ter um tráfego decente.

A MA 008, sem dúvida, revela, não somente um quadro de abandono, mas um acinte às perspectivas elementares de um povo, há muito, cansado pela ação mesquinha de homens públicos que teimam em entravar o desenvolvimento de cidadãos e cidadãs responsáveis por eleições de Governadores, Senadores e Deputados, sem uma devida correspondência, nos termos de suas legítimas e justas aspirações socioeconômicas.

Flávio Dino tem seu helicóptero: esse é o problema!


Dep. Estadual, Stênio Rezende (esquerda), e seu sobrinho, Dep. Federal, Juscelino Filho (direita): o velho e o novato! Sobra sorriso! Falta empenho!

Trator, tipo 'jirico': cena impensável, hilária, mas escandalosa.

Dep. estadual e federal, Ana do Gás (rosa) e Zé da Caixa (vermelho), com o agora Prefeito Deusimar Serra: o dedo tinha sinal positivo.

O cenário é de 2016, na MA 008: os transtornos se renovam e se multiplicam. 

MA 008: É um Rally feito com omissão, descaso e muito desrespeito.

Hildo Rocha e Léo Cunha: a 'colheita' está chegando; Adriano Sarney (no meio), livre de culpa no 'Cartório'. 

Dep. Federal, Pedro Fernandes: a exemplo de Stênio, já está cansado de colher votos na região.

Esses homens públicos trafegam na ‘contramão’; eles fazem sua população ficar menor, apequenada, prejudicando o presente e o futuro também.
Será que esses homens dormem direito? Será que o travesseiro deles já não é o seu cúmplice? Bom para uma boa reflexão!
É essa a realidade da população de Vitorino Freire e Paulo Ramos, extensível a quem passa nesse trecho, vindo de outras cidades, como vendedores, caminhões, inclusive, de carga, veículos pequenos carregando passageiros, num sofrimento que se repete, agravado nos tempos chuvosos, como agora. Ainda bem que há o período de estiagem!
Pelo visto, é preciso bater um ‘tambor!’.
Curiosamente, Flávio Dino, quando ainda em campanha eleitoral fez promessa de que mexer na referida Estrada MA 008 seria uma de suas primeiras providências, como Governador do Maranhão. Talvez tenha mirado outras localidades e/ou serviços, hipótese essa que obriga o contribuinte a se perguntar o porquê de tanta omissão e desrespeito com o desenvolvimento que ele disse que iria priorizar, num discurso firme, de resposta ao Grupo Sarney, àquela época, associado ao atraso.
Lamentavelmente, os nossos parlamentares também estão longe de nós; eles se acovardaram em suas mansões, seus carrões e outros projetos pessoais: Stênio Rezende, Juscelino Filho, Hildo Rocha, Pedro Fernandes, Léo Cunha, Zé da Caixa, Ana do Gás e outros que já fizeram boas ‘colheitas’ nessa região, como o também novato Rafael Leitoa. Mas as colheitas, como se sabe, se restringem ao período eleitoral, infelizmente.
É preciso, então, que a população de Vitorino Freire e Paulo Ramos faça, logo, uma intervenção clara e dura, junto a esses senhores, ou diga a eles que, no ano que vem (2018), passem longe desses dois municípios. É preciso dizer a todos eles que as urnas eleitorais dessa região querem vê-los pelas costas.... isso é o mínimo que deve ser dito a todos eles. Tem que ser dito e escrito em LETRAS GARRAFAIS.
É preciso deixar registrado que, dizer apenas isso, é tratá-los com o devido respeito, uma graciosidade de nossa gente, mesmo diante de circunstâncias tão desfavoráveis e perversas, em que está em jogo a própria dignidade de nossa gente e o futuro de nosso ordeiro povo.
À Sua Excelência, o senhor Flávio Dino/PCdoB, do mesmo modo: haveremos de recebê-lo, com a educação devida, mas sem esconder a nossa indignação, para tempos de descompasso entre as aspirações sociais e os projetos de nossos homens públicos, sempre inclinados a tratar sua população com acinte e com desprezo. Afinal, é preciso que os nossos homens públicos tratem de recuperar nossa autoestima, enquanto há tempo.
Até quando esse estado de bandalheira vai nos perseguir?
Ao menos, o desprezo destes senhores sofre uma pausa, para o necessário ‘descanso’, por conta da renovação de suas ‘cadeiras’.
É por isso que muitos têm a impressão de que o melhor é ‘agradecer’ às Urnas.
Mas tudo tem limite! Pelo menos, é essa frase que muitos propalam por aí, inclusive quando estão atolados na MA 008. Ela tem sido, sim, palco de muitas lamentações.
Como dito no começo: uma imagem vale por MIL PALAVRAS.

Mas você pode, se quiser, mudar isso para UM MILHÃO DE VEZES.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

ADVOGADO E ESCRITOR MARANHENSE, ALEX BARROSO, AGRADECE E FESTEJA O INGRESSO EM NÚCLEO ACADÊMICO DE LISBOA.

Noite de Gala: escritores José Alex (MA), com Helbert Pitorra (MG)

Título de Reconhecimento do Ingresso no Núcleo de Letras/Lisboa.

José Alex e o advogado Otaci Lima....

.... e com a professora e jornalista Kátia Oliveira, segurando a obra coletiva.
ADVOGADO E ESCRITOR, DE PAULO RAMOS, NO MARANHÃO, AGRADECE PELO INGRESSO NO NÚCLEO DE LETRAS E ARTES DE LISBOA.

“Quero dividir esse momento, com todos, começando por nossa ‘Terra Querida’, Paulo Ramos, onde estão nossas principais raízes”.
Foi um momento ímpar, segundo o advogado e escritor, José Alex Barroso Leal, ter seu nome registrado, como um dos integrantes, agora a fazer parte de uma Confraria tão importante e respeitada, o Núcleo Acadêmico de Letras e Artes de Lisboa, ora sob o comando do também escritor António Palinha (assim, mesmo, com acento na letra ‘o’).
António Palinha, aliás, veio ao Brasil, especialmente para presidir o Evento, ocorrido no dia 21 de janeiro, em Noite de Gala na “Casa das Beiras”, de tradição portuguesa, na cidade do Rio de Janeiro, por iniciativa da Associação Internacional de Escritores e Artistas – Literarte, entidade capitaneada pela também escritora Izabelle Valadares, que reside, atualmente, na cidade fluminense de Cabo Frio, onde José Alex, inclusive, também esteve, integrando uma caravana de três dezenas de escritores, que, para ali rumou, a fim de conhecer locais históricos e pontos turísticos.
José Alex, que também é assessor jurídico da Prefeitura de Paulo Ramos, diz que “quero dividir esse registro e esse feito com todos, incluindo parentes, amigos, fãs, colaboradores e demais entusiastas da luta cultural, com o objetivo de fazer um País melhor”.
Num País em que as bibliotecas são artigo de luxo, passar a fazer parte de um Núcleo Acadêmico de Letras, equivale a receber um prêmio de valor inestimável. Por esta razão, diz ele: “na hora em que ingressei no Núcleo, me esforcei para dividir aquele momento com todos, por sabedor da importância de tal gesto, ainda que, de forma meramente simbólica”.
E como uma coisa leva à outra, o escritor José Alex, durante a mesma solenidade, na “Casa das Beiras”, já recebeu convite para ingressar em mais três Academias – uma em Salvador, outra na cidade de Cruz Alta, no Rio Grande do Sul, e a terceira, no Rio de Janeiro – propostas que, de imediato, o fizeram agradecer, num dever de corresponder aos simpáticos convites, levando-se em conta, claro, razões de ordem financeira, tendo em vista os custos, com transporte, hospedagens e despesas de Evento, sem falar da agenda de trabalho e também envolvendo a labuta na profissão de advogado, com militância em algumas Comarcas e cidades do Maranhão e, eventualmente, em outros Estados do País.
José Alex, também aproveita para brindar o momento vivenciado, por ter recebido, nesta quarta-feira, 25, a obra Antologia ‘Mais do que Palavras’, da Editora paulista Scortecci, lançada, coletivamente, em dezembro passado, em evento que, infelizmente, não pôde participar, por conta de sua agenda profissional. 
“Já estou distribuindo, para alguns amigos e fãs, apesar de ter recebido uma remessa com menos de 30 livros”, disse José Alex, que informou que, por isso, já fez contato com a Editora Scortecci, para mandar mais alguns exemplares, por conta da procura, cuja tendência é aumentar.
Por coincidência, a crônica da citada Antologia, da qual participou o advogado e escritor José Alex, fala sobre um ‘projeto’ do empresário Eike Batista, atualmente procurado para acertar contas com a Justiça brasileira, desde ontem, 26, episódio esse que, em nada, vai afetar o livro. Aliás, isso revela que a obra buscou um tema do mundo atual, referente ao cenário empresarial, com suas ‘idas e vindas’, oportuno para uma boa análise, independentemente de o leitor gostar ou não de economia.

As fotos, acima, retratam a entrega de um exemplar de sua obra coletiva, ‘Mais do que Palavras’.

PROCURA-SE O PODER PÚBLICO 'VIVO OU MORTO!' CRÔNICA, POR ALEX BARROSO.

Imagem 'fresquinha', deste mês, do trecho Vitorino Freire - Paulo Ramos/MA: assim é nossa realidade!

O PODER PÚBLICO FALIU OU SE 'DIVORCIOU' DE NÓS? QUAL É, ENTÃO, O MOTIVO PARA TANTO DESCOMPASSO?

Esta crônica foi publicada na quarta feira do dia 27/1/2016 - há 1 ano. Eu não queria, mas ela continua atual, daí valer a pena repeti-la neste blog.

Opinião/crônica, por Alex Barroso (advogado e escritor).

Passamos por uma época de ‘dificuldades variadas’ em matéria de Poder Público, no que diz respeito aos seus objetivos institucionais e constitucionais, tendo a população como beneficiária exclusiva de seus serviços.

Isso, aliás, não é novidade para ninguém. A situação de caos, nos últimos tempos, apenas se agravou um pouco mais. A vítima da vez é a de sempre: o contribuinte.... aquele que é obrigado a trabalhar 4 ou 5 meses por ano só para manter o Governo e sua ‘máquina’.

A ‘matemática’ é essa mesmo! Ninguém ousa contestar isso! Ninguém!! Pelo menos os que têm juízo!

Pensando bem, o governo é, realmente, ‘pesado’. Vai chegar um momento em que não podemos nem mesmo pegar na ‘rodia’. Lembre-se daquela frase popular: “quem não pode com a lata, não pega .....”. Pois é....

Independente da época em que se esteja vivendo, o que se busca do Poder Público é que seja um instrumento político-administrativo de organizar a vida, trazendo soluções, obviamente no âmbito de sua competência. Até porque seria largo absurdo exigir-se que a Administração (Municipal, Estadual ou Federal) se misture com assuntos que não são, digamos assim, de sua ‘alçada’ legal. Suas obrigações, como se sabe, não são poucas: Educação, Saúde, Segurança Pública, Infraestrutura, pagamento de pessoal/fornecedores e por aí vai...

Também não é novidade para ninguém que o País passa por um momento ‘tormentoso’.... falta o principal para fazer a engrenagem girar, funcionar; ‘falta’ aquele bichinho chamado dinheiro. Sem ele, não adianta espernear.

Mas também falta outra coisa: respeito ao cidadão e à cidadã.

Mas se, por um lado, o Erário padece das dificuldades financeiras que lhe impedem de realizar os objetivos constitucionais, por outro, não pode esconder que é ele, ERÁRIO, quem mais tem liquidez para enfrentar as demandas sociais. É o devedor mais sólido. Ele não quebra nunca, porque os impostos não vão acabar nunca. Os impostos vão durar enquanto o mundo for mundo. O prazo é longo, viu!

Alguns até brincam (ou falam a verdade), dizendo que, na vida, só têm duas coisas certas: os impostos e a morte. Fico com a segunda afirmação.... acho que é verdade.... uma verdade ‘autoritária’, já que não nos dá uma terceira ‘alternativa’.

E como não há uma ‘terceira-via’, vamos continuar no dia-a-dia, tentando pagar os nossos impostos – um dos mais caros do mundo, segundo alguns órgãos que mexem com esse assunto, ao mesmo tempo, tão importante e tão chato.

Seria bom (e como seria ótimo!) que, antes de morrermos, o Poder Público fizesse a sua parte. Fizesse mesmo... não deixasse para o ‘plano de Deus’, que assim é covardia.

Depois, ‘lá em cima’, no ‘acerto de contas’, a coisa vai pegar para aqueles que fizeram o mal para o seu povo. ‘Lá em cima’, não adianta desculpa, explicação, etc. Antes da ‘subida’, Deus já está sabendo ‘quem é quem’. E lá, segundo as informações de pessoas que pediram para não ter os nomes revelados, não há padrinho que dê jeito. Lá, se o ‘caba’ fez o mal, tá é feito e pronto!

Ah!, lembrei-me: o tribunal ‘lá de cima’, não aceita advogado. E se o implicado insistir, a pena é dobrada. ‘Lá', funciona assim: se os gestores públicos, por muito tempo e sem motivo aparente, deixaram a gente sem segurança pública, sem estrada, com ponte de ‘barro’, a punição não é pequena.

Se eles deixaram o povo sem escola e/ou biblioteca, tem uma punição específica e muito dura. Para os que deixaram faltar remédio nos hospitais, a sanção é agravada, por razões óbvias: envolve a própria vida do sujeito, que, às vezes, morre, sem poder usufruir, direito, dos impostos que foi obrigado a botar na ‘boca do leão’.

Segundo uma dessas testemunhas, ‘Deus’ baixou um ‘novo’ decreto, para vigorar em 2016, ano eleitoral: os prefeitos que teimarem, deixando os buracos aumentar em suas atrasadas cidades, estes terão uma sessão especial só pra eles. É coisa pra ‘sair faísca’.
“Eu estava saindo pra cá, quando eu vi ‘Deus’ zangado”. “Ele estava chateado...eu nunca vi ele daquele jeito”, completou a testemunha.

Agora, meu amigo, Deus ainda pode se zangar. Nós, nem isso!

Se você quiser deixar um gestor municipal estressado, é só você insinuar que ele não está cuidando da rua ou do bairro. Tem uns que vêm com ‘quatro pedras’.... somente numa das mãos.

Paulo Ramos está numa situação ‘privilegiada’; escolha a sua opção:

-Arame: comeram o dinheiro da estrada; depois, é uma opção difícil, pois você teria que voltar pelo Buriticupu, passando por Santa Inês;

-Vitorino Freire: a estrada vai cortar logo, logo; vai ser o maior atoleiro a ‘céu aberto’ do mundo; vai ser bom para quem tem carregadeira/trator e também para o livro dos recordes (Guinness book);

-Lago da Pedra: tem 7 pontes.. Flávio Dino, prometeu, mas... achou de mexer só em três; existem 4 ‘pontes de barro’ – uma tecnologia empregada somente no Maranhão. Infelizmente, as ‘pontes de barro’ não impedem que veículos atolem; a culpa é de São Pedro;

-Bom Lugar: a estrada não presta. Aliás, nunca prestou. Quando o inverno bater, vai competir com a de Vitorino Freire.

Ano passado, tive que fazer um percurso inusitado: com alguns amigos, saímos da cidade do Deputado Stênio Rezende, em comboio, para o Povoado Mururu, passando pelas localidades Estrela e Cassiano de Freitas, até que, enfim, chegamos ao destino, às duas da manhã. No meio do percurso, juro que pensei em desistir. Enquanto vida tiver, jamais repetirei uma aventura daquelas; e

-Mudar de Paulo Ramos: essa opção fica por sua conta. Eu, particularmente, vou insistir em ficar por aqui. Eu já estou acostumado com coisa ruim. Aliás, pensando bem, eu ainda estou é no lucro!

Senhores, não reparem não, viu! Tenho que encerrar: vou sair de 'fininho'... vou tomar meus ‘dois banhos’.

O seguro morreu de velho; o desconfiado ainda hoje é vivo!

Fui!!!!!!!!!!!!!!!!

Atenção senhores: A administração da estrada MA Vitorino Freire - Paulo Ramos avisa que o tráfego está 'problemático'. Também há pagamento de 'pedágio', na travessia da ponte.

Nem tudo está perdido!