terça-feira, 31 de maio de 2016

WALDIR MARANHÃO VAI AO CHILE DISCUTIR TRANSPARÊNCIA. COMO É, RAPÁ!

Waldir Maranhão.


WALDIR MARANHÃO PODE IR AO CHILE ‘DISCUTIR’ TRANSPARÊNCIA. COMO É, RAPÁ?

 
A população do Planeta inteiro sabe que a ‘ventania’ que toma conta de Brasília, atualmente, não é das mais camaradas.... as correntes de ventos prometem mais rebuliços. Ontem, por exemplo, o governo Temer se viu obrigado a sugerir a demissão do Ministro da Transparência, Fabiano Silveira, acusado de estabelecer relações perigosas, em suposta orientação para favorecer Renan Calheiros, junto à PGR.
 
Pois bem. A nossa transparência está, como se vê, na berlinda.
 
Mas a direção da Mesa da Câmara dos Deputados informa que, nesta terça-feira, 31, o presidente interino da Casa, Waldir Maranhão, está indo de ‘mala e cuia’ para o Chile. Fazer o que mesmo? Discutir exatamente “transparência” na gestão pública. Veja bem!
 
Como, então, o presidente da Câmara dos Deputados pode ir ao Chile, para discutir transparência na gestão pública, quando o Governo do Brasil é que precisa de apoio nessa área?
 
Agora, se Waldir Maranhão está indo ao Chile para, na volta, ajudar o Governo Temer, também não é a solução ideal, para quem, um dia desses, fez uma decisão, na calada da noite, visando anular o Impeachment. Ele fez a decisão, de ‘madrugada’, com pouca gente sabendo e sem o setor técnico da Câmara nem sonhar.
 
Pelo jeito, ninguém entende a lógica de Brasília, com facilidade.
 
Numa época dessas, com tanto rebuliço, só mesmo Waldir Maranhão poderia fazer um dos mais complicados e contraditórios deslocamentos.
 
Ao que parece, Waldir Maranhão está com ‘carta branca’ para se lançar nas empreitadas as mais espinhosas.
 
Waldir Maranhão vai poder explicar, na volta, os ganhos da viagem ao Chile.
 
Agora, se ele vai convencer, aí é outra história.
 
Vamos torcer para que o deputado maranhense tenha o máximo de empenho em sua ‘missão’.
 
Em todo o caso, é esperar para conferir!

MAIS UM EX-PREFEITO DA REGIÃO MEARIM É CONDENADO POR IMPROBIDADE.



MAIS UM EX-PREFEITO DA REGIÃO DO MEARIM É CONDENADO POR IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA.

 
A lista dos políticos inelegíveis aumentou de tamanho. Desta vez, a lei alcançou os atos do ex-prefeito e médico José Miranda Almeida, que comandou o Município de Brejo de Areia, agora governado por sua mulher, Ludmila Almeida.
 
Os ingredientes da vez são os já conhecidos da Justiça: aplicação de verba em percentual a menor, na saúde e na educação; fragmentação de despesas e ausência de processo licitatório, ao completo arrepio da Lei – situação que motivou decisão no Juízo da 1ª Vara da Comarca de Vitorino Freire.
 
A condenação foi confirmada pelo Tribunal de Justiça do Estado (4ª Câmara Cível) por entender que a sentença de primeiro grau foi dada com base no farto acervo probatório, e que a apelação do ex-prefeito Miranda, andou foi longe de provar o contrário, para desfazer a condenação por improbidade. Dentre as consequências, há a obrigação do pagamento de multa por parte do referido ex-gestor, que também fica inelegível por três anos.
 
As contas que motivaram a ação referem-se ao ano de 2003.
 
O Recurso de Apelação formulado pelo ex-gestor Almeida teve como Relator o desembargador Marcelino Everton.
 
No caso do ex-gestor Miranda Almeida, a consequência de inelegibilidade, infelizmente, não assume efeito prático algum, já que em Brejo de Areia e Altamira, os atuais prefeitos são Ludmila e Ricardo Almeida, respectivamente, esposa e filho do ex-gestor condenado por improbidade administrativa. Nesse caso, nem que Miranda quisesse, poderia ser candidato.
 
O ex-prefeito Miranda já havia sido condenado anteriormente pelo mesmo tipo de prática.
 

segunda-feira, 30 de maio de 2016

PATRÍCIA POETA EXAGERA E EMAGRECE 'DEMAIS DA CONTA'.

Patrícia Poeta antes.

Patrícia Poeta 'pós-queima'.


PATRÍCIA POETA “DESAFINOU” NA POESIA DA MAGREZA.

 
Muita gente sabe que a apresentadora Patrícia Poeta/TV Globo, faz de tudo e um pouco mais para ser uma mulher elegante.... não há dúvida de que ela é, sim, muito elegante. Ela sempre aparece, ou melhor, aparecia nas telas esbanjando uma certa dose de ‘beleza’ em termos de silhueta, ainda que houvesse uma ‘carência’ em termos de simpatia natural.
 
Pois bem... Patrícia Poeta, numa dessas incursões do momento, em busca de queimar um pouco de caloria, parece que exagerou na dose.
 
Parece é apelido... quem vê sua silhueta atual não tem dúvida de que ela queimou o que deveria e o que não deveria queimar. Alguns dizem até que, se ela queimasse gordura mais um pouquinho, seria obrigada a andar com um extintor, dada a possibilidade de pegar ‘fogo’.
 
Se você tem dúvida de que a mulher da foto é Patrícia Poeta, pode ter certeza de que você não está delirando.
 
Você só estará delirando se achar que ela não está magra, além da conta.
 
Agora, se você achar que Patrícia Poeta ainda pode perder mais ‘uns quilinhos’, aí você já pode procurar um psiquiatra, dos ‘bons’.... o seu caso é mais sério do que eu imaginava.
 
Abaixo a ditadura da magreza!

HOMENAGEADO, ADVOGADO MARANHENSE AGRADECE A PREMIAÇÃO DA ACADEMIA DE LETRAS DE GÓIÁS.

Advogado José Alex, recebendo o Troféu das mãos de Izadora Valladares, em Goiânia.

Troféu Cora Coralina.



Aos Amigos e Amigas – incluindo todos, sejam os de longe, sejam os de perto.
 
No dia 28, sábado, cumpri uma daquelas ‘obrigações’ boas da vida, indo à Goiânia, Capital do Estado de Goiás, para receber da Academia de Letras e Artes de Goiás uma comenda, um Troféu, denominado “Cora Coralina” – nome da saudosa poetisa que encantou Goiás e o País com sua produção literária no mundo da poesia, rica e que será sempre lembrada e respeitada.
 
A premiação foi no Hotel Augustus Plazza Inn e envolveu, obviamente, personalidades de vários Estados da Federação, para ali atraídos pela contribuição dada no mundo da literatura e das artes – rol no qual, modestamente, me incluo, por conta de minha, também, modesta e pequena produção literária, ainda limitada ao circuito digital – Internet/Redes Sociais, mas com a promessa de, logo, logo, ganhar o mundo impresso, já que é nosso plano, em breve, fazer o lançamento de um livrinho de crônicas e também um documentário – um de cada vez, pois o “santo é de barro”.
 
O Prêmio Troféu Cora Coralina, que me fora concedido pela referida Academia, sinceramente, me enche de alegria e, obviamente, muito me envaidece; não poderia ser diferente. Me obriga também a saber que estou muito longe do “meio”, mas me dá a certeza de que estou além do “começo” de uma viagem longa e que, talvez, nem tenha fim, daí saber que muito esforço terá de ser “gasto”, como fizeram outros.
 
A certeza que já tenho, é a de que o trabalho que produzimos, nas redes sociais, já deu resultado, uma vez que a premiação endereçada à minha pessoa traduz-se num reconhecimento, não somente dentro de minha comunidade e de meu Estado – o Maranhão, mas também um pouco mais longe – como, aliás, é o meu propósito.
 
Tudo isso, como dito, é apenas um começo; aliás, um bom começo... é, sem dúvida, um importante ‘aquecimento’ que vai me permitir preparação para uma boa largada, mas sempre acompanhada dos olhos atentos de nossos  leitores e/ou admiradores, sem importar o local do Planeta onde eles estejam, como é próprio dos tempos modernos, em que a Internet permite rapidez na divulgação dos fatos, por conta da exigência de uma modernidade que só tende a aumentar, ainda que, às vezes, preocupando.
 
Por isso, quero dividir a premiação recebida com todos aqueles e aquelas que têm sido importantes na nossa caminhada no mundo literário, sem afetar, claro, a minha principal atividade, a advocacia.
 
Não poderia ser diferente; tudo aquilo que recebi e que, por ventura, vier a receber, vou ter a preocupação primeira de dividir com aqueles e aquelas que, no “fundo e no raso”, são a razão de todo o nosso trabalho.
 
Abraço a todos.
 
Obrigado!

domingo, 29 de maio de 2016

ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DE GOIÁS HOMENAGEIA ADVOGADO E PROMOTORA DE JUSTIÇA DO MARANHÃO.

José Alex, advogado, recebendo o troféu das mãos de Izadora Valladares em Goiânia.

Homenageados com o troféu, pela ALG: promotora de Justiça, Ana Luiza; José Alex, Wilson, Marilene e Bernardino, escritores.


ADVOGADO MARANHENSE AGRADECE PELA PREMIAÇÃO RECEBIDA EM GOIÂNIA.

 
O advogado maranhense José Alex Barroso, da cidade de Paulo Ramos, recebeu, ontem, 28, no Hotel Augustus Plaza, a comenda Troféu Cora Coralina, de honra ao mérito, pelas publicações feitas nas redes sociais, nos anos de 2015/2016.
 
A premiação foi dada pela Academia de Letras e Artes de Goiás a vários escritores com destaque em suas obras, sejam publicações impressas ou virtuais, a exemplo de outros agraciados de vários estados, como Bahia, Minas Gerais, São Paulo, Ceará, Paraíba e outras partes do País.
 
No evento, a ALG – presidida por Neyel Varela, premiou também a promotora de Justiça do Estado do Maranhão, Ana Luiza Almeida Ferro, que já tem 14 livros impressos, tendo estado, inclusive no programa do Jô, falando sobre o crime organizado, já que é nessa área que atua, em São Luís.
 
Para o advogado criminalista José Alex Barroso, o momento é mais do que especial, significando o reconhecimento de ‘nossos esforços’ para contribuir com a cultura do País.
 
É um “momento histórico e serve para impulsionar os planos futuros”, disse José Alex, que pretende estar na Bienal do Livro, que ocorrerá no mês de agosto próximo em São Paulo.

sábado, 28 de maio de 2016

'GADO DE RUA' DE PAULO RAMOS: UMA IMORALIDADE QUE VIROU 'LEI'. É O 'FIM DOS TEMPOS!'



GADO DE RUA EM DESTAQUE EM PAULO RAMOS. VAMOS EXIBIR PARA MOSTRAR A ‘REALIDADE!’

 

O Blog vai mostrar, durante alguns dias, a ‘paisagem’ que tomou conta das vias públicas da cidade de Paulo Ramos, nos últimos anos: gado, muito gado... gado para ninguém botar defeito. Agora, quando não é gado, é vaca ou bezerro.... nos lugares os mais ‘exóticos’.
 
A fotografia passada por um internauta, chama a atenção pelo aspecto inusitado.
 
Desta vez, sobrou para o dono do Bar. Tem que providenciar a remoção com muito cuidado. Se derem cachaça para o animal, é crime... o Ibama pode entrar em ação. Quem sabe, o Ibama pode nos ajudar, não é?
 
Se o gado vai ser tirado das ruas?? Ah, santa paciência!
 
Vamos esperar, logo, a iniciativa dos ‘fazendeiros’. Eles já se beneficiaram muito do ‘pasto’ gratuito, por durante uma temporada comprida até demais. Tudo tem fim! Tudo tem limite!!
 
Pelo jeito, está tudo virado de ‘cabeça para baixo’. Só falta aparecer alguém para querer processar gente, por reclamar dessa bicharada pelas ruas. Aí vai ser o ‘fim da picada’.

ADVOGADO ALEX BARROSO MARCA PRESENÇA NA FEIRA DO LIVRO.

Alex Barroso, com as escritoras Eliane Morais e Anna Elizandra.


ADVOGADO JOSÉ ALEX BARROSO PARTICIPA DA FLAEMA.

 
O Advogado e cronista José Alex Barroso participou, ontem, da FLAEMA – Feira do Livros de Autores e Editores do Maranhão.
 
O Evento cultural conta com a participação, também, de vários escritores maranhenses e também de outros estados; está sendo realizado no Shopping da Ilha, em São Luís, com término previsto para este domingo, 28.
 
Neste sábado, o advogado José Alex estará em Goiânia/GO, onde receberá o Troféu de Honra ao Mérito, Cora Coralina – uma comenda que será dada pela Academia de Letras de Goiás a algumas personalidades do mundo da escrita.
 
 
A premiação será no Augustus Hotel Inn, na Capital goiana, às 19h, com a presença de alguns escritores nacionais.

quinta-feira, 26 de maio de 2016

EX-GOVERNADOR FAZ 'RIFA' PARA PAGAR A DESPESA DE SEU PROCESSO.

ex-governador Benedito Domingos/DF.


cartela da 'rifa' para arrecadar fundos para pagar novo advogado.

 
EX-GOVERNADOR FAZ ‘RIFA’ DE DOIS CARROS PARA PAGAR O ADVOGADO DE SEU PROCESSO.

 
Sabe-se que a vida de alguns políticos, nos tempos atuais, não está fácil... alguns, em situação complicadíssima, estão metidos num verdadeiro inferno.
 
Essa, infelizmente, é a situação, embaraçosa, na qual se vê o ex-governador do Distrito Federal Benedito Domingos que, condenado a 9 anos de cadeia e já preso, apelou para um expediente inusitado para a encrenca que ele enfrenta: fazer uma rifa, a fim de arrecadar dinheiro para constituir novos advogados e, assim, vislumbrar a possibilidade de recuperar sua liberdade, por achar que foi condenado por pura injustiça, e que sua ‘sorte’ foi selada por conta do ‘desleixo’ da defesa.
 
Os familiares colocaram dois carros novos na ‘rifa’, e, talvez por questão de solidariedade, muitas cartelas já foram vendidas, especialmente no setor de Brasília onde Benedito é muito conhecido – Domingos também foi deputado distrital.
 
Hoje, a situação financeira de Domingos, segundo os familiares, é ‘crítica’ – como a de muitos ex-políticos no País.  
 
Infelizmente esse não é um exemplo isolado. Há muitos políticos na ‘pindaíba’ – metidos em dívidas que não podem honrar nessa encarnação, por conta de um sistema eleitoral que privilegia quem ‘tem mais’ e ‘quem dá mais’, naquela espécie de ‘dole uma, dole duas’....
 
Muitos ex-prefeitos e ex-vereadores, no Maranhão e outros estados, estão nesta ‘lista negra’, ora sem poder e sem prestígio, ora enfrentando ações penais e de improbidade administrativa, por conta de peripécias praticadas quando estavam no exercício dos cargos.
 
Pode não ser conveniente, numa situação difícil como essa. Mas como é que o ex-governador Benedito Domingos quer se livrar da Justiça assim, fazendo rifa?
 
Qualquer coisa, o advogado tem que alegar ‘estado de necessidade’.
 
Se ‘passar’, é um achado.
 
Uma coisa já está mais do que certa: a rifa dos dois carros está prevista para 23 de junho – dia em que Benedito completará 82 anos de idade.

CHÁCARA 'SÃO JOSÉ' EMITE AVISO AOS 'FAZENDEIROS' DE "GADO DE RUA" DE PAULO RAMOS.

criação de gado em condições regulares.


CHÁCARA "SÃO JOSÉ" PUBLICA AVISO AOS 'FAZENDEIROS' DE “GADO DE RUA” DE PAULO RAMOS.

 
A Chácara São José, na cidade de Paulo Ramos/MA, vem a público para alertar os fazendeiros de “Gado de Rua”, no sentido de que evitem seus animais de invadirem o imóvel referido, uma vez, ali, existe um campo de futebol, que é frequentado por pessoas adultas, adolescentes e até crianças, notadamente no período da tarde.
 
O alerta é no sentido de evitar danos gerais, especialmente de natureza pessoal, por conta de eventuais incidentes e/ou acidentes, tendo em vista que, além da grande quantidade de animais soltos em vias públicas, há notícias de dezenas de vacas, cujos bezerros foram apartados (tirados da mãe), situação que concorre para o aumento do estresse do animal, daí a possibilidade maior de incidentes.
 
A direção do estabelecimento informa, ainda, que, em caso de eventual ocorrência de qualquer tipo de dano ao imóvel (Chácara São José), as providências legais serão tomadas.
 
A Direção da Chácara, por último, informa que a conduta de soltar/deixar animais em propriedades alheias, constitui-se crime, previsto no Código Penal Brasileiro (Art. 164).
 
Agradece o proprietário do imóvel.

BLOG LANÇARÁ A CAMPANHA "GADO ZERO" NAS RUAS DE PAULO RAMOS, NO MARANHÃO.

"Gado de Rua", invadindo um Posto de Gasolina em P. Ramos.

Cidade da Índia? Não! É P. Ramos.

Cuidado! "Gado de Rua" em dois horários: manhã e tarde. Pista liberada à noite.


CAMPANHA DO “GADO ZERO” NAS RUAS DE PAULO RAMOS. Contamos com a ‘colaboração’ dos ‘fazendeiros’ avulsos, para o sucesso da iniciativa.

 
O Blog A vai lançar a sua primeira campanha – a do “GADO ZERO” nas ruas de Paulo Ramos. É possível que o lançamento seja, a partir de Brasília/DF, na frente do Congresso Nacional.
 
É um teste de ‘fogo’, pois o ‘gado de rua’ já está acostumado com a gramínea, o capim das ruas, avenida e praças da cidade. Por isso, é preciso ter compreensão de sobra, com os bichinhos, até porque o IBAMA, no primeiro momento, poderá vetar a proposta de tirar os animais, afastando-os do convívio humano.  
 
Não tenha dúvida de que a iniciativa, além de obrigatória e urgente, é importante, do ponto de vista social, especialmente pelo risco que a vacaria, nas ruas, causa à população da cidade, e também pelos danos e a sujeira que os animais têm provocado, no dia-a-dia.
 
O referido gado já derrubou construção, já correu atrás de crianças e idosos, já quebrou cano de escolas municipais e também já invadiu residências. Mas não me pergunte quantas, pois os dados eu não os tenho; o ‘gado de rua’ de Paulo Ramos já causou até mesmo acidente de trânsito, com danos consideráveis.
 
O “Gado de Rua” de Paulo Ramos, há muito tempo é motivo de pilhéria.... já virou chacota diária. A criação de rua, objeto da nossa campanha, já vem de 3 administrações municipais e 5 mandatos, totalizando, assim, 20 anos de existência, quando chegar em 31 de dezembro vindouro. Quem disser que é pouco tempo, ou é loucura ou é adulação – duas situações ruins.
 
Na verdade, daria mais tempo, mas é importante arredondar nos 20, para não dizerem que a nossa campanha é rigorosa. Podem chamar a nossa campanha de tudo enquanto, menos de rigorosa na contagem do tempo. Portanto, contentamo-nos apenas com o período de 20 anos, sem botar mais nada.
 
O lançamento oficial da campanha é na segunda feira, dia 30 deste mês de maio. É possível, como já dito, que o lançamento seja a partir de Brasília, mas é apenas por questão de simbologia, mais nada, pois os deputados não estão acima dos prefeitos.
 
A campanha “GADO ZERO”, objetiva retirar das Ruas, Avenidas, Praças e bairros de Paulo Ramos, o gado que alguns fazendeiros entenderam de criar fora de suas propriedades imobiliárias: bois, vacas e bezerros. Sabemos que existem jumentos também, mas o gado tem prioridade.
 
Sabemos que alguns ‘fazendeiros’ vão achar ruim a medida, mas sem qualquer razão, pois eles deveriam, sim, agradecer pelo tempo em que eles engordaram seus animais, sem pagar pelo ‘pasto’ usado, durante tantos anos.
 
Para não prejudicar a campanha do “GADO ZERO”, pedimos que a Prefeitura e a Câmara Municipal de Paulo Ramos fiquem de fora da iniciativa.
 
A campanha vai durar 5 dias, ou seja, começará dia 30 de maio (segunda), terminando dia 3 de junho (sexta-feira), quando o resultado será remetido ao Ministério Público Estadual, ou seja, à Promotoria de Justiça, nesta Comarca, para as providências cabíveis, inclusive em relação às autoridades omissas na tomada das providências administrativas.
 
Pedimos que a população faça o registro de bois, vacas e bezerros no meio de ruas. Basta tirar uma foto. Na segunda-feira, o Blog vai disponibilizar o número do WhatsApp para o/a cidadão/cidadã publicar, enviando-nos.
 
Nada mais justo criarmos a campanha “GADO ZERO”. Ora, se Lula criou o “Fome Zero”, a Dilma, o “Mais Médicos”, o governador Flávio Dino, o “Mais IDH”, é justo até demais que criemos o “Gado Zero”. Além do mais, é uma questão de necessidade.
 
Comenta-se por aí que, atualmente, a criação de gado de rua, em Paulo Ramos, chega a mais de 100 animais. É um recorde que dificilmente será quebrado por outra cidade.
 
O sucesso de nossa campanha só depende de nós, já que os ‘fazendeiros’ podem boicotar a iniciativa. Infelizmente, a gente não pode tirar o direito deles.
 
A questão, agora, é saber quem tem mais direito: se 4 ou 5 fazendeiros ou a população inteira. É um bom “tira-teima” em ano eleitoral!
 
Vamos à luta: a campanha do “Gado Zero” vai começar... é dia 30, por volta do meio-dia.
 
Prepare-se! Vamos usar nossas armas!
 
#fora gado de rua!

 

quarta-feira, 25 de maio de 2016

"BAR DA ZETA": DE UMA 'OPÇÃO' IRREGULAR A CASO DE SAÚDE PÚBLICA. NADA DE EXAGERO!

Extensão do 'Bar da Zeta', à custa da passagem pública (Rua G, Mutirão)




“BAR DA ZETA” – DE UMA OPÇÃO IRREGULAR PARA UM CASO DE SAÚDE PÚBLICA.

 
Sexta-feira, 20, este Blog fez uma matéria sobre o ‘famoso’ “BAR DA ZETA”, especialmente sobre os danos provocados ao sossego da vizinhança com o barulho intenso das festas que a dona faz no ‘quintal-salão’ de sua residência. O ‘quintal-salão’ é como uma ilha: rodeado de casas e gente por todos os lados, exceto por cima.
 
Denunciamos também a interdição da rua (G, no Mutirão), com a feitura de um ‘Curral de Tábuas’, que a proprietária (Zeta), constrói na via pública, impedindo, com isso, a passagem de carros, mesmo pequenos. Por ali, em dia de festa, só passa moto e bicicleta, através de um ‘bequinho’, talvez porque a dona do bar fica com dó de alguns transeuntes.
 
Quando fizemos a postagem, achávamos, sinceramente, que a coisa era um ‘caso de Polícia’ e também de Administração. Era mais do que isso...
 
A festa no “BAR DA ZETA” não é somente uma atividade irregular, ilegal e para a qual as autoridades fazem ‘vista grossa’, já que, ali, funciona uma residência – como muitas, e não um comércio. Tanto é que o estabelecimento não possui ALVARÁ DA PREFEITURA. E se tivesse, estava completamente ERRADO. Falo assim porque, como advogado, tenho obrigação de saber. Isso é até básico para um profissional da área jurídica.
 
Você sabia que o caso, agora, é de saúde pública?
 
Pois é.... na sexta-feira, 20, a zoada comeu solta. A bagaceira foi à madruga, entrou para as seis da manhã, foi às oito e, PASMEM!, a folia ficou um ‘restinho’ seguindo, só findando perto de MEIO-DIA, lá pelas onze. É inacreditável!
 
Teve uma vizinha que, de tanto se incomodar com a situação, foi à discussão e, infelizmente, sua pressão subiu para 100... ela foi parar, claro, no Hospital do Município. Lá, com certeza, teve que ser medicada. Ocupou, indevidamente, um profissional que deveria atender outra pessoa, além de provocar gasto desnecessário. Uma coisa leva à outra e assim vai...
 
Uma vizinha do “BAR DA ZETA”, na segunda-feira, entrou em contato com o Blog e garantiu que ela (cujo nome ficará anônimo), nos dias de festa, só consegue dormir depois de tomar DIAZEPAM – uma droga medicamentosa para dopar a pessoa, ‘relaxando os nervos’ do indivíduo. Diazepam, aliás, é uma droga pesada muito conhecida.
 
Depois da publicação da notícia sobre o “BAR DA ZETA”, alguns moradores fizeram contato com o Blog, comunicando que muitos vizinhos estão sofrendo, já que, ali, muitos são pessoas idosas, com problema de pressão alta – problema que se agrava, quando tem festa e barulho, já que as pessoas do entorno não dormem direito, enfrentando, no dia seguinte, irritação, pela noite passada ‘em claro’.
 
Têm algumas pessoas que, depois de 4 da manhã, nem tentam mais encontrar o sono, ainda mais quando envolvem aqueles profissionais que acordam cedo para pegar no batente, enquanto a dona ‘Zeta’, bem tranquila, preocupa-se apenas e tão somente com as vendas e o lucro, à custa da desgraça alheia.
 
A pergunta do momento é: O “BAR DA ZETA” – nessas condições, é ou não é um caso de Polícia e de Saúde Pública?
 
Não tem meio-termo: o “BAR DA ZETA” é um absurdo... o Poder Executivo Municipal, a Polícia Civil e demais autoridades têm que tomar providências o mais URGENTE POSSÍVEL. Aliás, as providências têm que ser ‘pra ontem’; hoje não servem e amanhã muito pior.
 
Quem, da Prefeitura de Paulo Ramos está concedendo ALVARÁ para a proprietária do ‘estabelecimento’ denominado “BAR DA ZETA”?
 
Quem das Polícias – civil e/ou militar está concedendo licença para as festas do referido estabelecimento?
 
É importante saber, pois é preciso delimitar a responsabilidade de cada autoridade pública envolvida com a omissão ou a prevaricação.
 
Aviso importante, inclusive para os vizinhos: o “Bar da Zeta” já marcou a nova festa: dia 17 de junho, também uma sexta-feira.
 
Pede-se à Secretaria de Saúde de Paulo Ramos, para providenciar uma equipe de médicos e enfermeiros para ficar à disposição dos vizinhos do “Bar da Zeta”. Mas a equipe de profissionais tem que ficar nas proximidades do bar, para acudir os pacientes, na ‘hora exata’. Se ficar no hospital, pode não dá tempo de salvar alguma pessoa.
 
Ninguém em sã consciência, gostaria de querer o pior, saindo do “Bar da Zeta”, inclusive sobre violência física. Mas se isso acontecer, não digam que faltou aviso!
 
Espera-se que não seja usada aquela máxima popular: “só se fecha a porta depois que se é roubado”.  
 
Obs. Outras coisas erradas podem ser comprovadas no local. Fizemos apenas um resumo ‘por alto’.
 

PREVISÃO DO 'TEMPO' EM BRASÍLIA: 'VENTOS' E 'TROVOADAS'.

Romero Jucá, senador.




Telmário Mota, senador.


PREVISÃO DO ‘TEMPO’.. NO SENADO FEDERAL, APÓS A VOLTA DE ROMERO ‘JUCAI’.

 
Tenha cuidado! Seja cauteloso!
 
Se você fizer um almoço ou um jantar, ou qualquer festa – e não quiser botar tudo a perder, não convide, para a mesma ocasião, os ilustres senadores de Roraima, Romero ‘Jucai’ e Telmário Mota – ou Telmário ‘Mata’.
 
Cada um anda com uma ‘foice’ daquelas, bem, amolada. Veja a troca de gentilizas dos dois parlamentares, de ontem pra cá.
 
“QUALQUER REPRESENTAÇÃO É LEGÍTIMA, MAS QUEM ESTÁ FAZENDO É UM BANDIDO, QUE A MULHER ESTÁ SENDO PRESA HOJE”. – Senador Romero Jucá, sobre a representação que pede, no Conselho de Ética, a sua cassação, por conta da fala mencionando uma suposta investida contra a operação Lava-Jato.
 
“EU NUNCA FUI DO GRUPO DE JUCÁ, PORQUE EU SEMPRE TIVE O CUIDADO DE NÃO ANDAR EM MÁS COMPANHIAS”. Senador Telmário Mota, retribuindo a gentileza a Jucá.
 
Como se vê, o povo de Roraima, onde estive um dia desses, está perfeitamente consciente do duelo iminente, que promete ‘render’ e deixar os corredores do Congresso Nacional mais ‘estreitos’ – dificultando, assim, a passagem de muita gente por lá.
 
Pede-se aos demais Senadores e até deputados, que tenham cuidado.
 
O tempo ‘fechou!’

terça-feira, 24 de maio de 2016

SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DO RIO 'DERRAPA' E DIZ: "OUVO SIM", AO INVÉS DE "OUÇO SIM": INACREDITÁVEL!

Secretário de Educação do Rio, Wagner Victer

Donald Trump, candidato à Casa Branca/EUA.


SECRETÁRIO DO RIO DE JANEIRO ERRA FEIO E DIZ: “OUVO SIM”, AO INVÉS DE ‘OUÇO SIM’. É o novo ‘acordo ortográfico’ ou ele está brincando de errar?

 
Esse camarada chamado ‘português’ é mesmo um ‘traiçoeiro’. De repente, ele se zanga com o sujeito e, sem querer botar o ‘caba’ para trás, bota mesmo e pronto, sem pedir licença. E fica por isso mesmo, viu!
 
Ele, às vezes, não pensa duas vezes... em algumas ocasiões, não pensa nem uma inteira; se o ‘caba’ não tiver cuidado, já era; não dá tempo nem mesmo de corrigir a escorregadela – que, convenhamos, não é lá essas ‘coisonas todas’, mas que embaraça, embaraça. O sujeito ‘ovindo’ assim, é preciso ‘ovir’ direito, senão a coisa vai por ‘água abaixo’. A vaca vai pro brejo, como diz o ‘caboco’.
 
O diabo, é que a situação embaraçosa envolvendo o “OUVO SIM” golpeou ninguém menos do que o novo Secretário do Rio de Janeiro, Wagner Victer, no dia 17 último, numa entrevista para a TV, ao vivo e em cores.
 
Sabe-se que, no começo da função pública, tudo fica um pouco difícil, o estresse está em seu pico mais alto.
 
O secretário, de repente, ao ser indagado sobre se estava, realmente, escutando, não pensou duas vezes; aliás, parece que não pensou nem a metade de uma só. O Secretário disse: “EU OUVO”. Isso mesmo: “EU OUVO”, com todas as letras.
 
Se fosse “MEU OUVO”, ainda assim, estaria errado, pois a frase também ficaria danificada. Afinal, o Secretário, obviamente, também não estava falando do “OVO” dele, senão, além da gafe, seria um ato obsceno, dada a presença de ‘crianças na sala’ assistindo à entrevista, com os pais.
 
Pensando bem, dizer “OUVO SIM”, ao invés de falar “OUÇO SIM”, é um caso que exige um ‘estudo’ bem profundo; primeiro, para saber onde o Secretário estava com a cabeça; depois, para ele contratar, urgentemente, uma professora de gramática, na parte de conjugação de verbo. Já imaginou o secretário: “EU OUVO”, “TU OUVA”, “ELA OUVOU”, “NÓS OUVAMOS”, “ELES OUVARAM” e assim vai...
 
Uma hecatombe é pouco, para representar o terrível descompasso.
 
Se fosse o Secretário de Obras, estava tudo bem; estava tudo ‘maravilioso’. Mas a ‘autoridade’ do momento delicado e constrangedor ao quadrado para quem estava assistindo, era o Secretário de Educação, meu “POUVO”.
 
Vou repetir: era o Secretário de Educação, sim, o novo, ou seja, o que chegou agora, para tentar embalar a Administração do Rio – uma tarefa, pelo visto, quase impossível, começando com uma tragédia desse tamanhão.
 
Tenho certeza de que o Secretário do escorregão ‘conjugacional’ trocaria esse tombo gramatical por 10 tombos físicos, caindo no chão, de ponta, mesmo que ele ficasse acamado por meses; era muito melhor ele ter caído e quebrado alguma vértebra. É que uma vértebra, com o tempo, emenda, aí tudo volta ao normal. Depois de alguns meses, nem ele mesmo, como vítima, lembraria das fraturas.
 
Agora, fiquem certos de que, quebrando a gramática, danificando a língua portuguesa, dessa forma – impiedosamente constrangedora, dificilmente os cariocas e os brasileiros também vão esquecer tão cedo dessa ‘hecatombe’.
 
Eu ainda digo que o tempo médio, para esquecer a metade da gafe do Secretário Carioca, é de 100 anos ou um pouco mais. Aí, com a metade esquecida, tem a outra metade para ‘dezmanchar’: aí só precisaria mais de 100, totalizando 200 anos, com intervalo, já que, se o período for corrido, há um grande risco de o “POUVO” lembrar, com mais facilidade dessa feia derrapada.
 
Depois dessa ‘dica’, tomara que o “POUVO” não esteja atento, para “OVIR”.
 
Perguntar não ofende: quando é mesmo que vai “cheugar” o “nouvo” “secretaro” de “Educaução” do Rio de Janeiro?
 
Ele pode dá entrevista na TV, menos ao vivo. É perigoso... e constrangedor. E ainda pode prejudicar as crianças, que poderão, por conta da derrapada, odiar a gramática.
 
Novo Secretário, para o Rio, mas sem “OUVO”! Por favor!!